entrevista

EPL S19: kye conta o que mais te impressionou na FURIA: “Intensidade do trabalho”

Jovem promessa da equipe, kye falou com a Game Arena antes da estreia da equipe na Pro League contra a Liquid

kye

Foto: Game Arena.

Kayke ‘kye’ Bertolucci, jovem jogador da FURIA academy que vem atuando como complete da equipe desde a saída de arT, foi entrevistado pela Game Arena nesta segunda-feira (29), dia que antecede a estreia da equipe na ESL Pro League Season 19, em Malta.

Abordando diversos assuntos, o primeiro deles foi sobre a diferença que ele enxerga da equipe que disputou a GET Rio e que irá disputar a Pro League. kye diz que o time melhorou bastante, pois tiveram mais tempo para treinar.

Apesar dessas mudanças do campeonato que tivemos na GET Rio, lá não tivemos um desempenho muito bom, mas a partida contra a Metizport foi boa para nós. Apesar de 2 dias de treino antes do campeonato, conseguimos vencer um time bom. Agora, na Pro League, conseguimos treinar uma semana, vamos manter os pés no chão. A Pro League é um campeonato difícil, estamos em um grupo difícil, mas vamos fazer boas partidas e buscar a vaga nos playoffs.” – afirmou.

Analisando o adversário da estreia, kye elogiou bastante a Liquid e espera que o confronto seja um grande jogo, não só para os players dentro do server, como também para os torcedores que irão assistir.

É uma equipe muito boa a Liquid. Não tem como negar, tem grandes nomes, Twistzz, skullz, que é meu amigo, cadiaN… são jogadores de muita experiência e que fazem uma boa formação no time. A expectativa é a que o melhor vença, que a gente possa fazer uma boa partida e que seja bonita de assistir.” – disse.

Sobre esse período de treinamento antes do torneio, kye afirma que a equipe trabalhou duro nessa semana para deixar tudo redondinho para a competição.

Sim. Estávamos treinando intensamente essa semana, começamos muito cedo, terminamos muito tarde, arrumando o máximo que a gente pode. O sentimento é que estamos podendo fazer tudo que está ao nosso alcance, não deixando de fazer nada, dando o nosso máximo.” – contou.

LEIA MAIS:

Adaptação e ser o 5º jogador

kye
Foto: Game Arena.

kye analisou sua adaptação ao novo time e lembrou que ele chega em um momento que a FURIA vem passando por drásticas mudanças, na liderança, no estilo de jogo e mais.

A minha adaptação, acredito que seja questão de tempo. Você sair de um time academy, independente de qualquer que fosse, chegar em um time novo, com um capitão novo, metodologia novas, jogadores em funções novas, inclusive eu que mudei funções. Estou me sentindo feliz e me adaptando bem ao que devo fazer.” – analisou.

Sobre a possibilidade de se tornar o quinto jogador da equipe, kye revela que se preparou a carreira toda para estar em uma equipe que busca ser campeã e, se for ele, será “só felicidade”.

Sim, porque desde que eu jogava na base e em outros times, meu foco era sempre estar em um time com chances de ser campeão. Independente do time que tiver, vou querer ser campeão e estar para cima toda vez. Se for para acontecer, vai acontecer. Estou dando meu máximo e nunca vou deixar de fazer, estou fazendo tudo que posso. Se der certo, felicidade e estarei aqui para ajudar a rapaziada.” – revelou.

Pressão da torcida e o que impressionou kye

Falando sobre como a FURIA vem lidando com essa pressão por bons resultados, kye diz que ele e os demais jogadores vem deixando de lado um pouco as redes sociais e focando na melhora do time como um todo.

Não estou me importando muito, não estou olhando as redes sociais, sinto que a mídia brasileira tenha algo que possa incomodar alguns jogadores e são coisas que é melhor não ver. Estou aqui para fazer meu trabalho, dar o máximo como jogador, para fazer o que devo fazer. Não me importo muito com isso e acredito que a rapaziada também não, por mais que seja um time que tenha muita mídia e torcida, é importante todos saberem que a gente trabalha todos os dias para trazer os resultados, pois ninguém tá aqui para perder. Ninguém perde de propósito, todos estão querendo ganhar, por isso estamos dando nosso máximo. E a gente conta com o apoio de todo mundo.” – afirmou.

Perguntado sobre o que mais lhe chamou atenção na equipe da FURIA, kye revela que foi a intensidade do trabalho.

O que mais me chamou a atenção quando eu entrei era algo que eu já esperava um pouco, já via alguns vlogs da FURIA, vi vlogs de outros times também, entendia como funcionava as coisas. Mas o que mais me impressionou foi a intensidade do trabalho, o jeito como são as coisas, é algo que você tem que estar apto a entrar na mesma linha de pensamento. Isso me surpreendeu bastante.” – contou.

Dando um palpite sobre quais os times que irão se classificar do Grupo C, kye surpreendeu ao cotar um underdog avançando aos playoffs: “Espero que a gente, MOUZ, Liquid e a Bad News Kangaroos.

Por fim, kye agradeceu a torcida da FURIA na GET Rio apesar do resultado negativo e pediu torcida para a equipe nessa ESL Pro League Season 19.


Assista também nossos vídeos. Neste aqui conversamos com bit, que explicou a troca de liderança no time de CS2 no MIBR entre ele e nak:

Siga a Game Arena nas redes sociais: TwitterYouTubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

CCT Finals: paiN perde para ANKAL na estreia

2

Counter-Strike 2

CS2: arT revela propostas internacionais e o porquê do Fluxo

3

Counter-Strike 2

CS2: fnx expõe condições para luta contra pasha

4

Counter-Strike 2

CS2: “não voltarei como jogador”, fnx anuncia aposentadoria

5

Counter-Strike 2

BetBoom Dacha: MIBR perde mais uma e está eliminado