Games

Review | Monster Hunter Stories: uma ótima aventura remasterizada
Games

Review | Monster Hunter Stories: uma ótima aventura remasterizada

Um remaster com cara de remake para Monster Hunter Stories

Octavio Ferreira •
13/06/2024 às 19h00, atualizado há um mês

Recentemente, trouxemos uma preview de Monster Hunter Stories em sua versão remasterizada para Nintendo Switch. O game impressionava com gráficos otimizados e recursos que davam uma qualidade adicional ao jogo original lançado para o portátil Nintendo 3DS em 2016.

Agora, temos a versão completa do jogo que foi liberada pela Capcom e revelamos alguns dos muitos motivos para fãs de RPGs e darem uma chance ao remaster do spinoff da série mais aclamada (e rentável) da empresa.

Saem os Caçadores e entram os Montadores

Monster Hunter Stories segue um enredo parecido com a série mãe da franquia, mas aqui temos os caçadores (Hunters) dando lugar aos Riders (Montadores). Eles seguem o princípio de união entre monstros e humanos, para gerar um laço inquebrável e proteção da humanidade e ecossistema dos monstros ao redor do mundo.

Como um montador, você segue em uma jornada para se graduar como o melhor deles. A afinidade do seu personagem (criado pelo jogador) com os monstros é tanta que o próprio consegue formar um laço forte com um dragão Ragha (um dos mascotes da franquia) antes mesmo de se graduar como um montador.

Porém, após um evento trágico envolvendo Miasma Sombrio (névoa que transforma o ambiente e criaturas em seres malignos), o protagonista finalmente torna-se um Montador e segue viagem pelo mundo de Monster Hunter Sotires em busca da destruição destre estranho fenômeno. 

Já falamos que ele é um Pokémon-like, correto? Então este é um dos elementos centrais do game. Você passa a colecionar montarias, coletando ovos de ninhos de monstros e chocando para torná-los seus companheiros. Evolua, solte ou faça fusão com espécies, o game permite você brincar bastante com seus monstrinhos (no bom sentido).

Monster Hunter Stories
Imagem: Captura em jogo / Capcom

Como o jogo não é muito difícil, salvo raros chefes ou monstros em regiões especiais (não obrigatórias para o jogo), você pode finalizar simplesmente seguindo pelas missões da história. 

Mas com isso, você perderá diversos elementos como desbloquear novas habilidades para seus monstrinhos, realizar missões de desafios ou até mesmo participar de partidas online e missões em conjunto.

Uma nota: durante a nossa análise, os recursos online do game estavam bloqueados, sendo liberados no dia 13 de junho, data em que liberamos esta review. 

A narrativa envolvente de Monster Hunter Stories transformada com as melhorias do remaster

O jogo é simples e divertido, graças ao enredo envolvente que parece uma série de anime (tanto que realmente gerou uma animação para TV de Monster Hunter Stories na época do lançamento).

Temos heróis, vilões e até um rival / amigo para o nosso protagonista, no melhor estilo anime shounen. É uma estrutura semelhante à Pokemon ou outros desenhos: Temos um desafio, uma missão do dia e a realização. Ao fundo da trama, temos uma outra narrativa envolvendo um vilão maior que encerrará a série /  temporada.

Tudo muito divertido e rápido para um RPG, com várias cenas animadas em CGI, além de animações no jogo melhoradas drasticamente com a otimização gráfica proporcionada pela Capcom e Marvelous (co-desenvolvedora do gamen) no remaster de Monster Hunter.

Monster Hunter Stories
Imagem: Capcom / Reprodução

É muito estranho chamá-lo de remaster, pois eu joguei a versão original do 3DS e parece um outro jogo no Nintendo Switch. Gráficos realmente otimizados que mais parecem refeitos, sem aqueles medonhos serrilhados da versão original. Não que fossem ruins, mas é realmente impressionante observar o resultado final do remaster.

Apesar disso, um grave problema no jogo é que ele, infelizmente, foi projetado para um console antigo.Elementos simples como sincronia labial nos diálogos ou colisão de objetos gráficos, erros comuns em jogos em consoles mais antigos, passaram despercebidos (ou não) em Monster Hunter Remaster.

Leia mais

Pedra-Papel-Tesoura de Monster Hunter Stories

Em Monster Hunter Stories, as batalhas são em turnos e seguem uma mecânica de “pedra-papel-tesoura” com golpes Potentes (vermelhos), Velozes (Azul) e Técnicos (Verdes). Equilibrando o uso e adicionando habilidades de cada monstro, o jogador precisa tomar cuidado nos combates contra rivais ou monstros selvagens. 

Além dos golpes e habilidades tradicionais, durante o combate o jogador oportunidades de causar mais dano ao derrubar inimigos usando fraquezas ou realizando ataques especiais ao montar em seus parceiros monstros. 

Muitas vezes, seu personagem terá ajuda de aliados. Mas, no fim, você lutará sozinho, já que eles usam os golpes mais improváveis possíveis para a situação.

Monster Hunter Stories
Imagem: Captura em jogo / Capcom

Monster Hunter Stories é um remaster incrível, daqueles que fazem você praticamente acreditar que é um jogo novo. Mas não crie muitas expectativas para o jogo, já que é uma remasterização de um jogo de console portátil.

Ou seja, os mapas são simples, para que o jogador explore em minutos. Em todo game, acredito que só visualizei um mapa com mais de 20 minutos de exploração, e isso é porque resolvi correr atrás de outros monstros. 

Por isso, a aventura é extremamente recomendada para amantes do jogo original e fãs de RPGs de turno das antigas com elementos Monster Capture dignas do melhor Pokémon-like. 

Monster Hunter Stories


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYouTubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

Últimos Arena Shorts

Bom dia com DROPS! Para começar o dia com as news quentinhas! 🔥🎮

Eita que vem mudança por aí, o que você achou?

Hora de se atualizar! Se liga no DROPS! 🕹

GameArena.GGDROPS NA ÁREA! 🔥 Confira as news de hoje! 🚀

Route, da LOUD de LoL, é acusado de soft inting; Novos jogos no XBOX Games Pass e mais! 🎮

Betnacional - A Bet do Galvão, do Thiaguinho e do Brasil

Mais sobre Games

  • Análise Game Arena

  • Card Games

  • Colunas

  • Free Fire

Betnacional - A Bet do Galvão, do Thiaguinho e do Brasil