prepare o coração

IEM Katowice: yuurih, sobre carreira: “Mudei a vida dos meus pais”

Na segunda parte da entrevista, yuurih avaliou sua carreira, falou sobre vida pessoal e traçou objetivos

yuurih

Foto: Game Arena.

Na segunda parte da entrevista, yuurih avaliou sua carreira, falou sobre vida pessoal e traçou objetivos

Direto de Katowice, Yuri ‘yuurih‘ Santos abriu o coração em uma segunda parte da entrevista exclusiva para a Game Arena. O papo teve bastante temas reflexivos, abordando a carreira do player até aqui, vida pessoal e os objetivos que ainda quer conquistar nos próximos anos.

A conversa se iniciou com o jogador falando sobre ser grato pelo que tem vivido até aqui. Yuurih chegou ainda adolescente na FURIA construiu sua carreira e vida junto da organização.

“Quando acho que estou muito confortável, sentindo que eu não estou indo muito bem na minha carreira, eu sempre tento voltar um pouco para o passado e ver o que eu era e o que eu sou hoje. É uma reflexão muito boa que faço direto. As coisas aconteceram muito rápido na minha vida, quando eu era mais novo. 16, 17 anos, eu já entrei na FURIA, então fui indo. E quando você é mais novo assim, você não pensa muito nisso. Você só vai jogando e as coisas vão acontecendo.

 

Hoje, mais velho, se consegue ter uma visão diferente. Você consegue ver mais as coisas. Quando eu vejo o passado, é sempre muito bom. Assim eu consigo voltar para minha realidade de uma forma melhor. É gratificante tudo que vem acontecendo, como é a minha vida, como eu mudei a vida dos meus pais também. Então, é legal, passa isso na sua cabeça, em 10 segundos, você revive vários momentos assim que… É que é muito gratificante.” – desabafou.

Ainda de uma forma reflexiva, yuurih nos contou que a sua maior inspiração é gostar muito do que faz. Ele se mostra orgulhoso quando fala sobre o assunto.

“Inspiração, acho que vem do que eu gosto de fazer. Eu amo jogar CS. Eu acho que quando eu não estou jogando ou quando eu estou de férias, eu fico ali sem fazer nada. Dá muita saudade da minha rotina. Eu sou um cara muito competitivo também. Eu gosto muito de jogar CS. Ficar longe dessa rotina acaba me machucando um pouco. Então me inspira muito gostar do que eu faço, além da gratidão que eu tenho também de tudo isso que mudou a minha vida.

 

Eu coloco a minha vida profissional em primeiro lugar em tudo, sabe? Profissional e família, acho que vem em primeiro lugar. Eu sempre estou refletindo o que fazer. Acho que o que me inspira muito é a minha família e o que eu gosto de fazer, o jogo em si, né?” – relatou. 

O papo também passou nos objetivos de sua carreira daqui para frente. Yuurih afirma que ainda tem tempo para conquistar seus objetivos e diz que sempre estará em busca de ganhar mais e mais campeonatos.

“O meu objetivo vai ser sempre vencer o Major. Independente de quantos você conquiste, o primeiro é muito gostoso. E você sempre quer mais e eu tenho mais sete, oito anos de carreira ainda. Então, eu vou ter vários objetivos e os objetivos sempre vão ser ganhar campeonatos, fazer história com teammates novos ou com o time.

 

No final do dia, também quero ser uma pessoa melhor. Saber lidar com os erros, saber conversar com as pessoas, criar amizades… Acho que tem um pouco de vida nisso. Então, acho que meu objetivo em si é vitória e ser uma pessoa melhor em vários quesitos.” – disse.

LEIA MAIS:

“E o que te faz feliz, yuurih?”, perguntou o repórter.

“Essa pergunta me pegou. Eu acho que eu já conquistei muita coisa como jogador e muita coisa como Yuri também, fora de jogo. Hoje, fora de jogo, eu sou um cara muito realizado, mais em questão da minha família, financeiro, e como eu vejo o mundo hoje em dia. Como eu não tinha cabeça antes, era um moleque ainda, então só queria saber de jogar. Hoje eu sou um cara mais maduro que sabe o que está fazendo. Como jogador, hoje em dia eu quero muito ser campeão de um torneio grande ou do Major.

 

Fora de jogo, quero manter a minha vida boa com a minha família, tentar passar o máximo de tempo possível com eles, e com qualidade. Não sou o único cara que fica pensando nisso. Eu priorizo muito a minha família e o meu trabalho. Então, tem um pouco do trabalho e tem um pouco da família. E graças a Deus hoje em dia eu tenho um bom trabalho. E hoje em dia o Yuri fora de jogo tá muito bem realizado. Então, acho que o que vem depois é o jogo, é o Major que tá faltando.”

Ainda sobre sua felicidade…

“Como eu disse, acho que o que me faz feliz hoje é ver as pessoas que eu amo bem, principalmente o pessoal do meu time e a minha família. Ver eles bem e poder ajudar eles é muito bom para mim. Eu tenho um sentimento muito bom. E estar nessa rotina que eu gosto muito, que é todo dia treinando, trabalhando e no final do dia estar ali resenhando todo dia com os moleques, viajando quando a gente tem tempo. Então, eu acho que eu já sou um cara muito feliz.

 

Ainda mais estando nesse time, numa organização boa, ter pessoas boas em volta… E sempre estar ali conhecendo um pouco, desbravando o mundo também. Acho que hoje em dia minha vida está bem boa assim. Estou bem feliz. Claro que tem momentos, alguns ruins, coisas que acontecem, mas é normal. Essas coisas que fazem você ser uma pessoa melhor também.” – disse o player. 

Finalizando o momento reflexão, yuurih disse que sente muita gratidão a si mesmo por tudo que ele viveu, por todo o esforço que teve ao longo de sua vida e carreira para chegar nesse momento e poder desfrutar de coisas boas depois de tudo que o trabalho duro lhe trouxe.

“Em poucos segundos, passam várias coisas na sua cabeça, parece uma mágica até. Parece que foi ontem, as coisas passam muito rápido. Às vezes, quando você olha um pouco para trás, você vê hoje como eu tenho uma cabeça diferente…

 

Só que naquela época eu não tinha uma visão como eu tenho hoje. Mas eu sou muito grato a mim. O esforço que fiz para ser uma pessoa melhor, passar por várias situações difíceis. Então eu agradeço muito a mim também, pelo meu esforço, pelas coisas que eu venho fazendo, e o que eu venho aprendendo também.” – concluiu.


Assista também nossos vídeos. Neste aqui batemos um papo exclusivo com KSCERATO, que falou sobre arT reassumir a braçadeira da FURIA em 2024 e mais:

A Game Arena estará cobrindo presencialmente a IEM Katowice 2024. Acompanhe o torneio através das nossas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

M4 silenciada está mais popular no CS2

2

Counter-Strike 2

CS2: 100º torneio IEM não terá time do Brasil

3

Counter-Strike 2

CS2: FURIA anuncia retorno de bizinha

4

Counter-Strike 2

RMR Europa: três times brigam pela última vaga

5

Counter-Strike 2

CS2: jogador cria conceito de chaveiros à la Valorant