entrevista

GET Rio: BIT, sobre nova função: “Está sendo um pouco difícil”

O ex-treinador do MIBR e atual assistente técnico, Bruno ‘BIT’ Lima, deu entrevista a Game Arena durante a campanha da...

BIT

Foto: Game Arena.

O ex-treinador do MIBR e atual assistente técnico, Bruno ‘BIT’ Lima, deu entrevista a Game Arena durante a campanha da equipe na Global Esports Tour (GET) Rio 2024, falando um pouco sobre a mudança que o time passou na comissão técnica.

Após o terceiro lugar no torneio, BIT abordou temas sobre essa surpreendente mudança. Primeiro, ele foi questionado de onde surgiu a ideia, revelando que partiu da organização para buscar um ambiente emocional melhor para os jogadores.

Foi uma escolha do MIBR mesmo. O time passou um baque no RMR e eles optaram por fazer a mudança. nak é um cara que conheço há bastante tempo, obviamente e ele já ajudava o time em alguns momentos, viajava com a gente em alguns campeonatos. Foi mais uma mudança emocional, pois o time estava mal após o RMR e essa mudança fez bem.” – afirmou.

Sobre essa mudança de função, BIT afirmou que está sendo desafiador para ele. Apesar de que alguns momentos são semelhantes com a antiga função, outros ele sente dificuldade, principalmente em não estar atrás do time nas partidas. Ele não sabe se irá se adaptar bem a isso no futuro.

Está sendo um pouco difícil, para ser sincero. Em alguns momentos, bem diferente, você não está atrás do time. Claro que, no dia a dia, eu participo da mesma maneira, estando com os meninos, tendo as mesmas autonomias, na tomada de decisão, ajudando o exit. Mas tem outros momentos que é bem diferente, é difícil para mim e vou entender com o tempo, se vou me adaptar ou não, se vou gostar dessa função. Por enquanto, tá sendo legal ver o time desempenhando bem e ajudar o time nessa parte in game.” – revelou.

LEIA MAIS:

BIT
bit comando o MiBR durante a IEM Katowice 2023. – Foto: reprodução/ESL.

Falando sobre essa nova dobradinha com nak, que aconteceu nos servidores no CS 1.6 e agora na comissão técnica no CS2, BIT revela que eles buscam dialogar e encontrar ideias para o time e que isso já era comum no MIBR, não só partindo da relação entre eles, mas de outras pessoas da organização.

Estamos conversando bastante para tomar as decisões juntos. Já era assim, sempre tivemos uma comissão técnica bem grande que conseguia tomar as decisões em conjunto, seja de calendário, de viagem, de lineup. Não só eu e o nak, mas também outras pessoas. É mais uma questão de dia a dia, de incorporar ele ao time, dar as ideias dele, mais nessa parte emocional do time e também tática, pois o nak jogou bastante CS e tem muito conhecimento.” – contou.

Finalizando a entrevista, BIT exalta mudança de postura de exit, elogia o capitão do MIBR e as coisas que ele promoveu desde a queda no RMR para hoje, sendo o ponto principal da mudança da equipe na visão dele.

Ele tem as ideias dele, assim como eu tenho as minhas. Eu diria que a principal mudança do nosso time foi o exit, ele está de parabéns pelo trabalho que vem fazendo, tomou uma frente muito grande como capitão, sugerir e trazer algumas mudanças, tanto tática quanto de posição, se dedicar bastante, ser uma pessoa mais vocal também, pois é a primeira vez que ele é IGL. Ele tem esse perfil mais quieto, e está conseguindo desempenhar esse papel de líder, além de ter esse papel tático de capitão in game. Esse foi o ponto principal.” – concluiu.

O próximo compromisso do MIBR é já nessa semana, na disputa da ESL Challenger Melbourne 2024, que acontecerá entre os dias 26 e 28 de abril, na Austrália. O campeonato terá uma premiação de U$ 100 mil dólares e dará vaga para a próxima ESL Pro League Season 20. O MIBR chega como um dos favoritos ao título.


Assista também aos nossos vídeos. Neste aqui conversamos com felps, jogador da Imperial, antes da estreia na Pro League:

Siga a Game Arena nas redes sociais: TwitterYouTubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

CCT Finals: Team Liquid de skullz e zews encara Eternal Fire na final

2

Counter-Strike 2

CS2: 9INE anuncia nova lineup internacional

3

Counter-Strike 2

CS2: kNg monta ‘Dream Team’ brasileiro com e sem ele, veja escalação

4

Counter-Strike 2

CS2: Cloud9 avalia disband da escalação

5

Counter-Strike 2

CCT Finals: cadiaN toma facada proposital de stavn e jabbi; veja vídeo