Games

Desenvolvedores de jogos celebram banimento de cláusula de não concorrência nos EUA; entenda os benefícios

Desenvolvedores poderão começar seus próprios estúdios indies sem nenhum problema e também retornar mais rápido para a indústria

Desenvolvedores

Desenvolvedores agora tem mais flexibilidade para trabalhar

A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos anunciou o banimento de todas as cláusulas de não concorrência no país, o que pode ajudar a desenvolvedores migrarem de projetos com maior facilidade e principalmente, integrar novas empresas.

Caso não esteja familiarizado com a terminologia, a cláusula de não concorrência impede que trabalhos comecem um novo emprego logo após deixarem o trabalho antigo. Se isso os faria ‘competir’ contra a empresa que os fez concordar com a cláusula.

Leia mais

Por exemplo, poderia ser proibido aceitar um cargo semelhante em uma empresa concorrente, ou iniciar sua própria empresa que rivalizaria com a original. Esses acordos têm uma duração determinada a partir do momento em que o empregado deixa a empresa com a qual fez o acordo, limitando essencialmente suas opções de emprego até que o período acabe.

Desenvolvedores

Contudo, o órgão regulamentador dos Estados Unidos decretou que irá proibir os empregadores de impor novas cláusulas de não concorrência e encerrará todas as existentes para todos, exceto executivos seniores (pessoas em posições de tomada de decisão que ganham mais de US$ 151.164 por ano).

As cláusulas serão consideradas inválidas após 120 dias da publicação da nova lei. Essa é uma grande notícia não só para o trabalhador convencional, mas também para desenvolvedores jogos, que podem garantir novos projetos de forma rápida sem esperar por um período longo antes de retornar a indústria.

ISSO AÍ

Toda posição contratual que ocupei em um estúdio de jogos incluía uma cláusula de não concorrência absolutamente vil que as agências se recusavam a tirar (elas simplesmente contratariam outro candidato que a assinaria) e ameaçavam as pessoas com isso; livrar-se desse lixo é uma ótima notícia!

Além da diretora de arte Zara Varin, o diretor do estúdio Flippfly comentou sobre o assunto, alegando que muitos jogos indies vão ser feitos por desenvolvedores de títulos AAA se o projeto for para frente.

No momento, o banimento da CFC ainda não foi instituído, então deve demorar algum tempo antes que vejamos algum tipo de impacto na indústria dos games. Contudo, parece que essa será uma mudança muito positiva para os desenvolvedores de jogos.

Com a quantidade de desligamentos assolando a indústria, quanto mais cedo os desenvolvedores retornarem para o mercado de trabalho, mais rápido novos jogos serão feitos, o que no final é o que todos nós desejamos.

Com informações de: GamesRadar+


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYouTubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Notícias

1

Notícias

Dark Souls: fãs comparam novo retrato do Rei Charles com chefões do jogo da FromSoftware

2

Notícias

Umbraclaw: estúdio de Azure Striker Gunvolt mostra trailer focado nos personagens

3

Notícias

Cyberpunk 2077: desenvolvedores do jogo agradecem análises positivas na Steam

4

Notícias

Super Mario 64: jogador abre porta inacessível depois de 28 anos

5

Notícias

Guia de CoD: as melhores classes de fuzis de batalha no Warzone (Temporada 4)