PUBG

Ex-funcionária da Krafton processa empresa por demissão injusta e assédio sexual

Ex-funcionária alega que o ex-diretor de estratégia e negócios da Krafton a assediou durante uma festa após o The Game Awards

Krafton

Ex-funcionária alega que foi demitida injustamente da Krafton

Uma ex-funcionária da Krafton está processando a fabricante do PlayerUnknown’s Battlegrounds por demissão injusta após relatar um suposto caso de assédio sexual por parte do ex-diretor de estratégia e negócios da empresa, Kevin Kimball.

O processo, abrangendo acusações de assédio sexual, discriminação, retaliação, prisão falsa e demissão indevida, foi apresentado em dezembro de 2023 no Tribunal Superior de Los Angeles. A mulher, de 31 anos, trabalhou na Krafton de 2021 a 2023, e o suposto incidente de assédio sexual com Kimball teria ocorrido em 8 de dezembro de 2022, durante uma festa relacionada ao trabalho após o The Game Awards em Los Angeles.

Leia mais

A celebração teve início em um bar de Los Angeles antes de se transferir para uma festa da Striking Distance, uma subsidiária da Krafton focada em jogos narrativos no universo PUBG. Segundo o processo, a mulher alega que Kimball fez avanços sexuais, oferecendo-lhe mais álcool, o que culminou em um “ataque sexual forçado em uma cabine de banheiro”. O documento detalha que Kimball a teria “forçado” até que ela conseguiu escapar, chorando, da cabine do banheiro.

Krafton

Apesar de alegar que o assédio sexual foi relatado à administração da Krafton, o processo afirma que as queixas foram “ignoradas”, uma vez que os líderes “não investigaram as denúncias”. Dois meses depois, a mulher foi demitida, caracterizada pelo processo como uma retaliação.

Krafton

Os advogados destacam que a Krafton tinha a “obrigação e capacidade” de proteger a requerente e outras mulheres contra assédio sexual, mas alegam que nada foi feito para abordar a agressão sexual de Kimball.

Além das dificuldades financeiras decorrentes do desemprego repentino, a mulher afirma ter enfrentado “grave angústia emocional”, incluindo “grande medo, desonra, preocupação constante e constrangimento”.

Krafton

Conforme consta em seu perfil no LinkedIn, Kimball trabalhou na Striking Distance e na Krafton por cerca de três anos, inicialmente como vice-presidente de marketing global na Striking Distance, antes de assumir como diretor de estratégia e negócios da Krafton em janeiro de 2023, após o incidente relatado.

Kimball deixou a Krafton em setembro de 2023, conforme indica o LinkedIn. O motivo de sua saída é desconhecido, embora Kimball agora se descreva como autônomo. Antes de ingressar na empresa, ele teve experiência na PlayStation, Ubisoft, Zynga e Electronic Arts.

Até o momento da publicação, nem a Krafton, nem Kimball se pronunciaram sobre o assunto.

Com informações de: Polygon


A Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook e Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Notícias

1

Notícias

Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça decepcionou a Warner

2

Notícias

Guia de CoD: as melhores classes de fuzis de batalha no Warzone (Temporada 2)

3

Notícias

Skull and Bones: primeira temporada ganha data para começar

4

Notícias

Prince of Persia: The Lost Crown ganhará novos conteúdos e atualizações gratuitas

5

Notícias

Rumor: Skull and Bones conta com menos de 1 milhão de jogadores