Games

Embracer diz que reestruturação acabou, mas “ainda é cedo” para adquirir outros estúdios

Após venda da Gearbox, CEO da Embracer acredita que reestruturação da empresa acabou

Embracer Group

Embracer finalizou a enorme reestruturação feita pela empresa, mas é cedo para pensar em novas aquisições

Na última quinta-feira (28), a Embracer Group oficializou a venda da Gearbox para a Take-Two, e durante uma conferência para falar do negócio, o CEO da empresa, Lars Wingefors, confirmou que a movimentação finalizou a reestruturação que começaram no ano passado.

Além disso, Wingefors foi perguntando se isso significaria se a empresa voltaria a adquirir estúdios. O CEO disse que ainda é “muito cedo” para voltar a pensar nisso.

Leia mais

“Estamos encerrando o programa de reestruturação agora, no final de março, e o processo de reestruturação da Gearbox tem feito parte desse programa. Agora estamos sendo abordados, eu diria que não exatamente diariamente, mas semanalmente, por empresas que gostariam de adquirir certos ativos dentro do grupo. E tenho sido muito claro que eles não estão à venda, porque são uma parte muito importante para o grupo e para os acionistas do grupo no futuro”, disse Wingefors.

Embracer Group

Os estúdios que a empresa optou por vender tinham um “fluxo negativo de caixa”, disse Wingefors, e vender esses negócios faria com que a Embracer continue “gerando mais fluxo de caixa”.

Embracer Group

No entanto, isso não significa que é hora de parar com a estratégia de adquirir outras empresas. “Estamos buscando fazer mais negócios de fusões e aquisições – acho que é muito cedo para começar a falar sobre reiniciar os motores de M&A novamente”, disse Wingefors.

Embracer Group

“Agora estamos nas fases finais da consideração sobre o futuro do grupo, e essa é nossa maior foco e prioridade – como nos configuramos e estruturamos, e utilizamos os ativos que temos dentro do grupo, e fazê-los funcionar juntos, e como os alavancamos melhor trabalhando juntos, utilizando diferentes funções, acho que esse é nosso foco agora, para aumentar a lucratividade e a geração de caixa, simplesmente fazendo melhores produtos e jogos”, finalizou o executivo.

No começo de 2023, a Embracer contava com 138 estúdios, incluindo a Gearbox, Crystal Dynamics, Eidos Montreal, Volition, Piranha Bytes, Ghost Ship Games, 3D Realms, 4A Games, Saber Interactive, Tuxedo Labs, Dambuster Studios e mais.

Durante o último ano, a empresa vendeu a Saber Interactive, que levou a 3D Realms e 4A Studios consigo, enquanto a Free Realms e a Volition foram fechadas, e 8% dos funcionários da Embracer foram demitidos.

Com informações de: Rock Paper Shotgun


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYouTubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Notícias

1

Notícias

Rumor: remake de Splinter Cell terá mecânica de furtividade envolvendo ray-tracing; entenda:

2

Notícias

Ready Or Not: desenvolvedora do jogo confirma que foi hackeada

3

Notícias

Fallout: popularidade dos jogos por causa da série trava o site NexusMods

4

Notícias

Sonic Frontiers 2 estaria em desenvolvimento, diz rumor

5

Notícias

Silent Hill 2 Remake pode mudar rosto do protagonista após feedback dos fãs