Futuro

LoL: vamos perder lendas do CBLOL na Liga das Américas?

Mesmo com regras de import, futuro é incerto

LoL: vamos perder lendas do CBLOL na Liga das Américas?

Foto: reprodução/Riot Games

Ainda com dúvidas pairando sobre o competitivo de LoL (League of Legends) com a alteração do CBLOL (Campeonato Brasileiro de League of Legends) para 2025, revelada nesta terça-feira (11), mais uma questão surge no horizonte: vamos perder pro players lendários?

Existem regras para importar jogadores profissionais para a próxima temporada da Liga das Américas do LoL. Com as leis atuais, apenas dois atletas internacionais podem integrar uma equipe, porém, com as novidades, a maior parte de um time terá de contar com pro players que sejam da região sul.

Isso faz com que pro players brasileiros possam ser contratados por equipes norte-americanas sem serem considerados imports, o mesmo acontece na situação reversa: jogadores da LCS (League Championship Series) pode estar em uma organização brasileira, sem serem considerados imports. Ainda existe a regra que profissionais estrangeiros com residência no país, também entrem nas competições como um oponente da América do Sul.

 

Jogadores da LCS no CBLOL?

É pouco provável que isso aconteça por conta da questão financeira. Pro players da LCS recebem em dólar, enquanto brasileiros em real. Economicamente, vale lembrar que o Brasil conta com a moeda desvalorizada. Desta forma, existe a possibilidade de pro players tupiniquins serem contratados por organizações norte-americanas, que só por conta de pagarem na moeda americana, já estarão lucrando e sem, necessariamente, investir pesado, justamente pela diferença de valores de salários.

Pode ser um negócio que gere lucro para os times norte-americanos, que, aos poucos, podem ir tirando os nossos melhores jogadores das mãos das equipes brasileiras, que é mais ou menos o que acontece atualmente no cenário de VALORANT, em que ídolos do nosso país, tais como Sacy e aspas, representam organizações estrangeiras na competição. Isso ocorre porque os clubes brasileiros não podem bater os valores de propostas em dólar recebidas, dificultando as contratrações.

 

LEIA MAIS

 

Além do import

O futuro do Brasil no League of Legends, assim como de profissionais da LLA é incerto, mas existe um cenário possível de perdermos nomes consolidados do competitivo. Ainda não se sabe quais serão os critérios adotados pela Riot Games para fazer a separação entre clubes que vão entrar no Sistema de Franquias da Liga das Américas e, com isso, jogadores profissionais bons podem ficar fora do Tier I, sendo o exemplo de BrTT, que, atualmente, representa a LOS, uma organização nova na modalidade e que ainda não conseguiu conquistar um campeonato brasileiro.


Veja também nossos vídeos. Neste aqui elencamos os seis campeões que estão fortes na soloQ brasileira em todos os elos, confira:

Siga a Game Arena nas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em League of Legends

1

League of Legends

LoL: semelhanças em Anima Squad e jogos da HoYoverse?

2

League of Legends

LoL: splash arts das skins Anima Squad 2024 são reveladas

3

League of Legends

LoL: veja o novo modo do LoL: enxame

4

League of Legends

LoL: Liberty sofre baixa de dois pro players

5

League of Legends

LoL: habilidades, lore e mais de Aurora, nova campeã