A Imperial não para!

RMR Américas: VINI promete Imperial na pegada: “passar pro Major não é título”

A Imperial é o grande destaque brasileiro de 2024 até o momento e VINI promete que o time vai em busca de mais!

RMR Américas: VINI promete Imperial na pegada: "passar pro Major não é título"

Foto: Game Arena

A Imperial vem se mostrando o time brasileiro de Counter-Strike 2 (CS2) de mais destaque em 2024. O time buscou vagas importantíssimas no início do ano e ainda fez uma campanha invejável no RMR Américas, para também carimbar passagem ao PGL Major Copenhagen 2024. Após a conquista do spot no mundial, VINI conversou com a Game Arena diretamente do México.

LEIA MAIS:

Comentando a respeito da conquista da vaga no Major pelo RMR Américas, em uma campanha avassaladora, VINI acredita que o fato foi consumado por conta de dois pontos que se casaram perfeitamente para a Imperial.

Não da para negar que pegamos uma bracket um pouco mais fácil, enfrentamos dois times do NA e a paiN para a vaga, que são confrontos muito confortáveis para a gente“, admitiu VINI como o primeiro ponto.

Mas também não dá para tirar o fato de que jogamos muito nesse torneio. Não teve ninguém que jogou abaixo do esperado. Eu arrebentei as duas MD1 só para deixar a galera tranquila. Nem nos nossos melhores mundos ideias seria desse jeito. Chegamos bem humildes contra a paiN, sabíamos que poderia ser um jogo difícil e eu falei que esse jogo só seria difícil se a gente deixasse, e não deixamos“, completou com o segundo ponto.

Outra questão importante que tem ajudado bastante a Imperial, é o fato de que decenty e noway, dois jovens, estão jogando como gente grande. Para VINI, isso acontece tanto pela qualidade da dupla, quanto pela forma que eles foram encaixados no elenco.

Demos muito espaço para os meninos serem o que eles são. O noway estava nas streams há pouco tempo atrás e agora teve a primeira LAN da carreira. Deixamos ele livre e a gente só vai dando ajustadas para não passar do ponto. Colocamos eles nas posições mais confortáveis possíveis e foi uma ótima bronca que eu, HEN1 e felps assumimos. Vamos deixar eles confortáveis, segurar as broncas e eles vão desempenhando“, revelou.

A vaga do Major com certeza é a mais importante, mas não é a única de grande porte que a Imperial assegurou este ano. Garantidos no circuito da BLAST, Pro League e mais, VINI explica que tudo isso faz parte de uma visão macro do cenário, a qual a Imperial como um todo, teve e aplicou.

Para ele, foi muito mais proveitoso do que fazer um bootcamp, como a maioria faz.

Tomamos essa decisão para não sacrificar nosso semestre. O que acontece com os times que fazem bootcamp, é que todos largam os qualifiers. Apostam tudo no Major e, se não passar, só resta o disband, pois não vai jogar nada“, explicou VINI.

Focamos muito nisso e, uma coisa que notamos no SA, é que treinar não está na realidade. Devemos nos provar nos campeonatos, qual nosso map pool, onde estamos errando de verdade, já que no treino não tem análise dos treinos. Podemos até treinar contra bons times, mas às vezes só fazem besteira. Então, estávamos focados em pegar o máximo de vagas possíveis, conseguimos um ótimo semestre e isso nos deu segurança pro RMR, pois sabíamos que se perdêssemos aqui ainda teria a BLAST, a Pro League e outros campeonatos para jogarmos“, acrescentou.

Foto: PGL/Reprodução

Os imperadores tem trabalhado e muito desde o início deste ano. Não à toa, boas conquistas de vagas vieram. Diante disso, VINI promete não deixar o bom momento subir a cabeça e quer seguir na pegada.

Mostrou nossa dominância, que estamos no caminho certo, mas passar pro Major não é título. Vamos focar, rever map pool, táticas e o que estamos fazendo de bem para chegar longe nos próximos campeonatos“, garantiu.

VINI também comentou sobre a felicidade de ter conquistado vaga em mais um Major estar mais atrelada a felicidade que seus jovens jogadores sentiram, do que a ele próprio. Segundo ele, esta é “uma nova maneira de enxergar minha carreira dentro do jogo”.

Seguindo o trabalho e sempre pensando “como pode ser um melhor capitão”, o IGL da Imperial terminou a entrevista contando quais serão os próximos passos dos imperadores, daqui para frente.

[Agora] Vamos comemorar e descansar. Terça-feira fazemos o voo e na quinta jogamos a BLAST. É uma MD3 single-elimination e vamos chegar forte na Inglaterra, aproveitando que a Monte está desmantelada. Acabaram de trocar dois jogadores, estão perdendo jogos na Europa e tem muito conteúdo para estudar sobre eles. A gente quer pegar essa vaga também!“, finalizou.

O duelo entre Imperial e Monte, pela Blast Premier Spring Showdown 2024, acontece nesta quinta-feira (7), com previsão de início às 16h30 (horário de Brasília). O horário, no entanto, pode mudar de acordo com o tempo que as partidas anteriores durarem.


Confira mais vídeos nossos. Neste aqui trouxemos uma apuração exclusiva, a qual aponta que os adesivos do Major terão uma mudança significativa. Confira:

A Game Arena está na cobertura presencial do RMR Américas 2024. Siga-nos nas redes sociais para saber tudo sobre o campeonato: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

GET Rio feminino: Fluxo Demons vence FURIA e é campeão

2

Counter-Strike 2

GET Rio: “muita dedicação”, cAmyy vê W7M no caminho certo

3

Counter-Strike 2

GET Rio: bizinha cita “propósito” e comenta retorno ao CS

4

Counter-Strike 2

GET Rio: FURIA faz jogo tranquilo contra W7M e está na final

5

Counter-Strike 2

GET Rio: goddess cita confiança e avalia entrada da annaEX