Counter-Strike 2

CS2: EG deixa oficialmente o cenário competitivo

Passando por uma grave crise financeira, a EG estava no cenário competitivo desde 2019 A Evil Geniuses, oficialmente, não investe...

EG

Foto: divulgação/ESL.

Passando por uma grave crise financeira, a EG estava no cenário competitivo desde 2019

A Evil Geniuses, oficialmente, não investe mais no cenário competitivo de Counter-Strike 2. O anúncio aconteceu na última sexta-feira (12), onde marcou o fim de sua segunda passagem da EG pelo FPS da Valve. 

Presente no cenário competitivo desde 2019, a EG se tornou uma equipe constante na briga por torneios, alcançando o primeiro lugar no ranking mundial da HLTV e conquistando alguns torneios tier-s, entre eles o ESL One New York 2019.

No entanto, após a pandemia do COVID-19, a equipe demonstrou resultados desastrosos a partir de 2021. Mudanças na formação tornaram a equipe uma sombra do que já foi um dia, e a percepção da organização e da marca ficou prejudicada.

Recentemente, surgiram rumores de má administração e condições de trabalho precárias para a equipe dentro da organização. A CEO Nicole LaPointe Jameson renunciou ao cargo na organização enquanto tentava evitar a responsabilidade.

LEIA MAIS:

A equipe de VALORANT da EG também foi relatada como estando em “prisão contratual” após vencer o campeonato mundial mais recente do FPS da Riot, com a EG pedindo aos jogadores que aceitassem uma redução salarial e, ao mesmo tempo, recusava ofertas de compra de outras organizações.

Assim, a saída da Evil Geniuses do Counter-Strike não é surpreendente. Uma publicação do jornalista Richard Lewis, em novembro, revelou que a EG estava prestes a deixar o cenário, já que eles vinham se desvinculado dos jogadores e do jogo desde então.

O mesmo artigo relatou ainda que, devido a uma combinação de recessão econômica e dificuldades nos bastidores da organização, a marca EG poderia ser vendida ou encerrada completamente.

Recentemente, o espaço de parceria da Evil Geniuses na BLAST Premier foi vendido para a Cloud9, sua parceria Louvre Agreement com a ESL foi encerrada, e eles se retiraram da League Championship Series (LCS) em League of Legends.

A organização se separou de seus diversos jogadores de Counter-Strike ao longo dos últimos dois meses, com Timothy ‘autimatic’ Ta e Colby ‘Walco’ Walsh sendo os últimos membros a deixarem a formação principal na semana passada. Muitos dos jogadores não receberam nenhum reconhecimento de seu tempo com a organização ou anúncio de sua saída até hoje.


Assista também nossos vídeos. Neste aqui, explicamos o formato do Major, desde o Open até o mundial da Dinamarca:

Acompanhe a Game Arena nas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

CS2: FURIA anuncia retorno de bizinha

2

Counter-Strike 2

RMR Europa: três times brigam pela última vaga

3

Counter-Strike 2

CS2: jogador cria conceito de chaveiros à la Valorant

4

Counter-Strike 2

PGL Major: “patético”, vvv desabafa sobre transmissão

5

Counter-Strike 2

RMR Europa: Astralis é eliminada e não jogará em casa