Games

Jogos de RPG: desvende mundos fantásticos e embarque em aventuras épicas

Jogos de RPG tem chamado bastante atenção nos últimos anos

Jogos de RPG

Jogos de RPG tem conquistado o público cada vez mais

Desde os tempos que ocupavam as mesas ao redor do mundo, o RPG tem se tornado cada vez mais popular com o passar do tempo, principalmente graças a chegada do gênero no mundo dos games.

Pensando na crescente do gênero e como ele tem sido importante para a indústria, vamos comentar um pouco das origens, quais os tipos, e alguns nomes importantes dos Role Playing Games.

Leia mais

Definição de RPG e sua origem

Jogos de RPG

A origem dos RPGs remonta aos jogos de tabuleiro e às atividades recreativas que envolviam a improvisação de papéis. No entanto, o marco inicial frequentemente atribuído a esse gênero é o lançamento do jogo “Dungeons & Dragons” (D&D) em 1974, criado por Gary Gygax e Dave Arneson.

Dungeons & Dragons introduziu elementos fundamentais dos RPGs modernos, como o uso de dados para resolver ações e a criação de um Mestre de Jogo (Dungeon Master) responsável por conduzir a narrativa e controlar o mundo fictício.

A popularidade do Dungeons & Dragons cresceu rapidamente, impulsionando o surgimento de outros sistemas e cenários de RPG. A influência dos RPGs se estendeu além dos jogos de mesa e, na era digital, evoluiu para os videogames, onde títulos como “Final Fantasy” e “The Elder Scrolls” se destacam como exemplos proeminentes.

Jogos de RPG

No RPG de mesa, os participantes assumem papéis fictícios, muitas vezes em um cenário de fantasia, ficção científica ou histórico, e colaboram para criar uma história coletiva. A essência do RPG está na criação de personagens com características distintas, cada uma contribuindo para a trama, e na tomada de decisões que influenciam o desenrolar da história.

A imersão é uma parte fundamental dos jogos, já que ajudam a criar aquele mundo e colocar os jogadores para se sentirem parte da história. No caso do RPG de mesa, é necessário que quem esteja jogando, interprete o personagem, já que boa parte da jogatina, depende de quem está interagindo com a trama contada pelo mestre.

No caso do videogame, a imersão fica por conta dos desenvolvedores, que criam a história, um ambiente, e uma série de missões e personagens não jogáveis para manter o mundo do jogo vivo. A trilha sonora, a trama envolvendo os NPCs, tudo corrobora para criar a sensação de estar presente naquele mundo.

Tipos de jogos de RPG

Existem várias modalidades para os Role Playing Games, e eles são categorizados em vários gêneros na própria nomenclatura. Seja os de mesa, de ação, os clássicos dos videogames, os MMORPGs, existem várias versões para o gosto do jogador. Confira abaixo:

RPG de mesa

Jogos de RPG

O RPG de mesa, é um jogo de interpretação de papéis onde os jogadores colaboram para criar uma história em um ambiente imaginário. O jogo é liderado por um mestre de jogo (também chamado de dungeon master, mestre ou narrador), que desempenha um papel fundamental na criação e condução do mundo fictício.

Os jogadores criam personagens, definindo suas características, habilidades, histórias de fundo e motivações. Eles podem escolher entre diferentes raças, classes e habilidades, dependendo do sistema de RPG utilizado.

Jogos de RPG

Os jogadores interagem com o mundo fictício através da narração e da interpretação de seus personagens. Eles enfrentam dilemas, resolvem quebra-cabeças, participam de combates e tomam decisões que afetam o desenvolvimento da história.

O jogo é geralmente dividido em sessões, que podem durar várias horas, e em campanhas mais longas, que se estendem por várias sessões. As campanhas têm uma história contínua, com os personagens enfrentando desafios crescentes.

Dados poliédricos, como o dado de 20 faces (d20), são usados para determinar o sucesso ou fracasso das ações dos personagens. Cada ação é geralmente associada a uma rolagem de dados, com modificações baseadas nas habilidades e atributos dos personagens.

Existem vários sistemas disponíveis, com o mais popular sendo o Dungeons & Dragons. Outros sistemas utilizados são Pathfinder e Call of Cthulhu, além de vários outros.

RPGs eletrônicos

Jogos de RPG

Os RPGs eletrônicos são os clássicos jogos que ficaram populares ao longo de várias décadas. Nomes como Final Fantasy, Dragon Age, Baldur’s Gate e Mass Effect, fazem parte dessa categoria. Os jogos de RPG são focados na narrativa e na customização dos personagens, entregando uma experiência única para cada jogador.

Diferente do RPG de mesa que pode ser bem mais expansivo, já que o limite está na imaginação dos jogadores e do mestre, nos jogos de RPG, a coisa é um pouco diferente. Independente se o título seja pautado por escolhas ou não, não existe como improvisar no meio do caminho ou ter uma mudança tão reativa quanto jogadores reais interpretando os personagens.

Alguns jogos, como os já citados Dragon Age, Baldur’s Gate e Mass Effect, pautam as decisões dos jogadores como força motriz da trama, o que rendem finais diferentes, situações únicas para cada jogador, e uma imersão maior com a narrativa. Abaixo, listamos mais alguns nomes do gênero:

  • RPGs de Ação

Cyberpunk 2077

RPGs de ação é um dos estilos mais comuns de se ver por aí. Fugindo do habitual combate por turnos, o embate é em tempo real e mais focado na ação frenética e é bem mais dinâmico. Geralmente, muitos desses jogos de RPG de ação, acabam também caindo no âmbito do mundo aberto ou de aventura, principalmente pelo fato desses títulos acabarem optando por um mapa maior para proporcionar mais desafios aos jogadores.

  • RPGs táticos

Baldur's Gate 3

Esses jogos têm seu foco inteiramente voltado para combates estratégicos, ocorrendo em mapas onde a movimentação se dá por turnos ou seguindo a ordem de cada personagem. Em certas situações, como no caso de Baldur’s Gate 3, a ordem de iniciativa é crucial — aqui, os turnos podem alternar entre o jogador e o inimigo.

Cada ação, desde movimentação e golpes até interações com o ambiente de batalha, deve ser realizada durante a vez do personagem. Após a conclusão do turno, é a vez do inimigo agir, realizando ataques contra os personagens do jogador e movimentando-se no mapa, dependendo das dinâmicas específicas do jogo.

Títulos como Final Fantasy Tactics, Fire Emblem: Three Houses e Baldur’s Gate 3 destacam-se como excelentes exemplos de RPGs táticos e estratégicos. Nestes jogos, compreender a disposição dos inimigos no mapa e entender suas prioridades no combate torna-se crucial para o desempenho do jogador, assim como a habilidade de gerenciar eficientemente a equipe e os recursos disponíveis.

  • RPGs de mundo aberto

the witcher 3

O gênero pode ocasionalmente gerar confusão com os RPGs de ação, uma vez que a concepção de mundo aberto tornou-se um padrão na maioria dos jogos de RPG lançados atualmente. Contudo, os títulos centrados na aventura e no ambiente aberto apresentam como sua característica primordial a exploração, sendo esta parte vital de seu sistema de jogo.

Alguns jogos adotam uma abordagem não linear, a exemplo de The Elder Scrolls V: Skyrim e The Legend of Zelda: Breath of the Wild, nos quais não é necessário completar missões sequencialmente para a história ter coerência ou para avançar no vasto mundo do jogo.

Com ambientes expansivos, pulsantes e frequentemente repletos de missões que podem consumir horas a fio, os RPGs de mundo aberto oferecem uma experiência rica para aqueles que apreciam viver uma imersão completa no universo do jogo.

  • JRPG

Persona 3 Reload recebe data de lançamento para 2024

Em contraste com os RPGs ocidentais, os JRPGs apresentam elementos particulares que os tornam um gênero marcante. Ao se deparar com um JRPG, é comum perceber diferenças significativas na estética visual e na abordagem narrativa.

Os gráficos muitas vezes incorporam um estilo de arte vibrante e altamente estilizado, enquanto as histórias são enraizadas em narrativas explorando temas como amizade, honra, e frequentemente incorporando elementos de fantasia e magia.

A jogabilidade dos JRPGs, por sua vez, geralmente envolve sistemas de batalha por turnos, onde os jogadores têm a oportunidade de selecionar estrategicamente os ataques de seus personagens. Além disso, é comum encontrar uma ênfase considerável na construção de personagens, com a progressão frequentemente atrelada a classes específicas e habilidades únicas.

Exemplos emblemáticos de JRPGs incluem títulos como Final Fantasy, Dragon Quest e Persona. Nestes jogos, os jogadores são imersos em tramas complexas que se desenrolam em mundos amplamente detalhados, onde a interconexão entre os personagens e o desenvolvimento da narrativa são elementos fundamentais.

  • MMORPG

Jogos de RPG

O que define os MMORPGs é a sua natureza massiva e online, permitindo que milhares de jogadores de todo o mundo compartilhem simultaneamente o mesmo ambiente. Ao ingressar em um MMORPG, os jogadores têm a oportunidade não apenas de desfrutar da história, mas também de interagir e colaborar com uma comunidade vasta e dinâmica.

A narrativa em MMORPGs muitas vezes se desenrola em mundos extensos, ricos em detalhes e mitologias. Esses jogos frequentemente oferecem tramas épicas, onde os jogadores desempenham papéis cruciais em eventos que afetam não apenas seu personagem, mas o próprio curso do mundo do título.

A jogabilidade dos MMORPGs é caracterizada por sua diversidade. Desde batalhas épicas contra criaturas poderosas até missões que exigem cooperação entre jogadores, a experiência é moldada pela interação constante com outros participantes.

Além disso, os MMORPGs frequentemente incorporam sistemas de comércio, criação e personalização de personagens, oferecendo uma gama ampla de atividades para os jogadores explorarem. Exemplos notáveis de MMORPGs incluem World of Warcraft, Final Fantasy XIV e Destiny 2.


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Colunas

1

Colunas

Guia de Ultimate Team: Fantasia FC traz cartas com chance de até quatro upgrades

2

Colunas

Guia de Ultimate Team: TOTW 23 traz dupla de ótimas cartas de brasileiros

3

Colunas

Guia de Ultimate Team: os destaques do Craques do Futuro Time 2

4

Colunas

Xbox: vale a pena lançar jogos exclusivos em consoles rivais?

5

Colunas

Guia de CoD: as melhores classes de LMGs no Warzone (Temporada 2)