Games

Phil Spencer considera jogadores de PlayStation e Nintendo como da comunidade de Xbox

Chefe de Xbox, Phil Spencer enxerga um grande e único grupo de gamers O grande chefão de games dentro da...

Phil Spencer, CEO da Xbox

Chefe de Xbox, Phil Spencer enxerga um grande e único grupo de gamers

O grande chefão de games dentro da Microsoft, Phil Spencer, considera que jogadores de PlayStation e Nintendo fazem parte de uma grande comunidade de Xbox.

Leia mais:

Em entrevista à revista japonesa Famitsu, Spencer foi perguntado sobre como ele enxerga o mercado depois da aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft, e respondeu que o negócio permite Xbox colocar mais jogos no PS5 e no Switch, e, consequentemente, que os jogadores dessas plataformas fazem parte da comunidade de Xbox.

A aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft finalmente foi concluída, depois de longos 20 meses de imbróglios jurídicos. Agora, Xbox controla os direitos de grandes franquias, como Call of Duty, Diablo e Overwatch.

A declaração de Phil Spencer reforça a posição que a Microsoft vem adotando desde antes de concluir a aquisição da Activision Blizzard, de se comprometer em levar jogos como Call of Duty a mais plataformas, ao invés de torná-los exclusivos de Xbox.

APROVEITE PARA CONFERIR OS VÍDEOS E O CANAL DO YOUTUBE DA GAME ARENA. NESTE VÍDEO, FAÇO UM REVIEW DE EA SPORTS UFC 5:

Com informações de: GamesRadar+


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Games

1

Games

Persona 5: novo mod permite relacionamentos amorosos com personagens masculinos

2

Games

Final Fantasy 7 tem ‘linha do tempo alternativa em pixel art’, diz diretor de arte

3

Games

Bandai Namco Online revela prejuízo de US$ 51 milhões

4

Games

Criador do mangá de Elden Ring pausa o mangá para jogar Shadow of the Erdtree

5

Games

Hidetaka Miyazaki quer desenvolver um JRPG clássico inédito