Notícias

Ubisoft explica polêmica com contas deletadas

Ubisoft esclareceu a situação: somente contas sem jogos estão sendo deletadas Recentemente, rumores sobre a Ubisoft estar deletando contas inativas,...

Ubisoft

Ubisoft esclareceu a situação: somente contas sem jogos estão sendo deletadas

Recentemente, rumores sobre a Ubisoft estar deletando contas inativas, fazendo com que usuários estivessem perdendo as bibliotecas de jogos que haviam construído ao longo dos anos, começaram a aparecer pela internet. No entanto, a empresa veio a público revelar que a situação não passa de um pânico generalizado, e que não está deletando os acervos dos usuários.

Leia mais

Os rumores começaram a tomar forma assim que um tweet mostrando um e-mail sobre a conta de um usuário ter sido suspensa por inatividade foi publicado. No post, explica-se que o perfil estava temporariamente suspenso e seria fechado para sempre após 30 dias.

O e-mail é legítimo, segundo a IGN, que contactou a Ubisoft para saber mais da situação. No entanto, contexto é outro. As contas que estão sendo deletadas são apenas aquelas que não possuem jogos comprados e atrelados ao usuário. Confira as diretrizes da empresa abaixo:

  • A atividade de jogos da conta desde a sua criação.
  • As bibliotecas da conta: contas que incluem jogos para PC adquiridos não são elegíveis para exclusão [ênfase da Ubisoft].
  • A duração da inatividade da conta, ou seja, o último login em nosso ecossistema (incluindo jogos da Ubisoft na Steam e outras plataformas). Na prática, até o momento, nunca excluímos contas que estiveram inativas por menos de 4 anos.
  • A existência de uma assinatura ativa vinculada à conta.

Apesar de não ter passado de um rumor que saiu de controle — e mostra como muitos não vão atrás de checar as fontes —, essa situação traz um assunto bem pertinente aos holofotes. As empresas precisam ter uma forma de manter e preservar os jogos dos usuários.

Devo admitir, já existem uns bons anos que não encosto na minha conta da Ubisoft, e espero que, mesmo que não precise logar nela para dar um sinal de vida, consiga manter meus títulos salvos na biblioteca digital.

Ubisoft

Isso de precisar criar mais uma conta, mais uma senha, tudo porque a empresa quer manter o jogador na própria plataforma, é incabível. Ainda mais conforme as plataformas vão aumentando, como Steam, GOG, Epic Games Store, é complicado adicionar, nessa lista, lojas virtuais específicas dos estúdios.

Enquanto só existia a Steam, era algo que o jogador até poderia compreender e ter ali uma certa leniência, mas, no cenário atual, com uma série de serviços extras, é sempre uma tortura lembrar qual é a senha do Uplay ou da Rockstar Social Club.

Próximo Far Cry se passaria no deserto do Alasca. (Imagem: Divulgação/Ubisoft)

Com tantos serviços e plataformas digitais por aí, as empresas deveriam pensar o mínimo no consumidor e aglutinar tudo nas plataformas. Se o usuário tem um PC, deixe-o escolher entre Epic, GOG e Steam. Adicionar mais uma camada de contas e e-mails para serem lembrados é pedir que o jogador não retorne tão cedo a utilizar os serviços, ou, em alguns casos, ter mais de uma conta por não se lembrar da anterior.

Não que isso tenha acontecido comigo alguma vez — mentira, aconteceu sim —, mas, de qualquer forma, ainda bem que não precisarei tão cedo entrar em contas da Ubi. Eu realmente não lembro de qual e-mail eu usei.

Com informações de: IGN


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Notícias

1

Notícias

Bandai Namco Online revela prejuízo de US$ 51 milhões

2

Notícias

Criador do mangá de Elden Ring pausa o mangá para jogar Shadow of the Erdtree

3

Notícias

Hidetaka Miyazaki quer desenvolver um JRPG clássico inédito

4

Notícias

Elden Ring chega a 600 mil jogadores na Steam no lançamento de Shadow of the Erdtree

5

Notícias

SEGA levará Metaphor: ReFantazio para Gamescom LATAM 2024