Activision Blizzardd

Toys for Bob, desenvolvedora de Crash e Spyro, perde 40% da equipe em demissões da Microsoft

Toys for Bob perdeu vários funcionários nas demissões da Microsoft

Toys for Bob, desenvolvedora de Crash e Spyro, perde 40% da equipe em demissões da Microsoft

Toys for Bob foi responsável pelo lançamento dos jogos de Crash e Spyro

Há relatos indicando que a Toys for Bob foi severamente afetada pelas demissões na Microsoft, com algumas fontes estimando a perda de até 40% de sua equipe. Isso ocorre pouco tempo após a aquisição da empresa-mãe do estúdio a Activision Blizzard, pela Microsoft, em um acordo avaliado em quase US$ 70 bilhões.

Conhecida recentemente por seu trabalho nos relançamentos de Crash Bandicoot e Spyro the Dragon, a Toys for Bob viu seus desenvolvedores redirecionados para a série Call of Duty após o lançamento de Crash Bandicoot 4: It’s About Time. A exceção foi o jogo de serviço ao vivo Crash Team Rumble, que recebeu críticas mistas.

Leia mais

Agora, a Toys for Bob enfrenta a possibilidade de uma significativa redução, levantando incertezas sobre seu futuro e o progresso contínuo do Crash Team Rumble. Se os relatos estiverem corretos, e a desenvolvedora realmente perdeu cerca de 35 membros da equipe (aproximadamente 40% de sua força de trabalho), não está claro qual será seu papel na estratégia futura da Microsoft.

Toys for Bob

Atualmente, a informação de 35 demissões é divulgada por Tom Henderson, do Insider Gaming, e pelo YouTuber especializado em Crash e Spyro, Canadian Guy Eh. Vários desenvolvedores da Toys for Bob também recorreram às redes sociais para compartilhar a notícia de que perderam seus empregos devido às demissões.

Toys for Bob

De maneira geral, as demissões na Microsoft afetarão cerca de 1.900 dos 22.000 trabalhadores empregados nos diversos estúdios de jogos da empresa. Essa situação ocorre quase exatamente um ano após a última rodada de demissões na Microsoft, que resultou em perdas de emprego na Bethesda, 343 Industries e outros. Em toda a Microsoft, não apenas em seus empreendimentos de jogos, isso resultou em aproximadamente 10.000 demissões.

Phil Spencer, chefe do Xbox, destacou que foi uma “decisão dolorosa” cortar tantos empregos. Entretanto, a resposta não foi suficiente para satisfazer os desenvolvedores afetados pelas demissões, especialmente considerando que os executivos continuam recebendo milhões em bônus, enquanto a Microsoft tinha US$ 70 bilhões disponíveis para a aquisição da Activision Blizzard. Apesar disso, a aquisição parece ser a principal razão por trás dessas demissões, devido à absorção de tantos desenvolvedores, o que gerou, nas palavras de Spencer, “áreas de sobreposição”.

Com informações de: The Gamer


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Notícias

1

Notícias

Rumor: Skull and Bones conta com menos de 1 milhão de jogadores

2

Notícias

Guia de Ultimate Team: Fantasia FC traz cartas com chance de até quatro upgrades

3

Notícias

Nightingale deve adicionar modo pedido pelos jogadores em breve

4

Notícias

The King of Fighters XIII chega ao Switch e ganha edição de colecionador especial

5

Notícias

Marvel’s Spider-Man 2: final do jogo poderia ter sido bem diferente