Nintendo

Nintendo derruba 8,500 clones do emulador de Switch Yuzu com uma notificação de DMCA

Nintendo teria mandando a notificação para o site GitHub e conseguiu a remoção dos clones do Yuzu

Nintendo Switch

Nintendo continua a sua saga para banir emuladores

Segundo informações do site TorrentFreak, a Nintendo emitiu uma notificação de DMCA para o GitHub nessa semana, o que levou a plataforma a remover 8,535 repositórios que continham versões do emulador Yuzu, usado para jogar títulos do Switch.

Em um comunicado feito na página do GitHub, o site explicou que, como a Nintendo havia apontado mais de 100 repositórios que alegadamente estavam oferecendo o emulador, o GitHub aplicou a mesma ação a todos eles.

Leia mais

“Porque a rede denunciada que continha o conteúdo supostamente infrator era maior do que cem (100) repositórios, e o denunciante alegou que todos ou a maioria dos forks estavam infringindo na mesma medida que o repositório principal, o GitHub processou o aviso de retirada contra toda a rede de 8.535 repositórios, incluindo o repositório principal”, afirmou o site.

Nintendo Switch

Recentemente, a gigante japonesa moveu um processo contra a equipe criadora do Yuzu, a Tropic Haze, com a ação terminando em um acordo onde a desenvolvedora do emulador pagou cerca de US$ 2,4 milhões em danos para a criadora do Switch.

Nintendo

Na época, a empresa alegou que a Tropic Haze estava facilitando a pirataria em uma escala colossal, e como resultado da ação, o Tribunal Distrital dos Estados Unidos em Rhode Island emitiu uma injunção permanente impedindo-a de oferecer ou comercializar o Yuzu, ou qualquer um de seus códigos-fonte no futuro.

Em seus documentos iniciais do processo, a Nintendo afirmou que o maior lançamento do Switch do ano passado, The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom, foi pirateado mais de um milhão de vezes na semana e meia antes de seu lançamento em maio de 2023.

“Com o Yuzu em mãos, nada impede um usuário de obter e jogar cópias ilegais de praticamente qualquer jogo feito para o Switch, tudo isso sem pagar um centavo para a Nintendo ou para qualquer uma das centenas de outros desenvolvedores e publishers de jogos que fazem e vendem jogos para o Switch”, disse a empresa.

Com informações de: VGC


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYouTubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Nintendo

1

Nintendo

Preview: Monster Hunter Stories – Um remaster para todos pegar

2

Nintendo

Paper Mario: remake de The Thousand-Year Door restaura identidade trans de personagem

3

Nintendo

Nintendo compra a Shiver Entertainment

4

Nintendo

Zelda: Sony diz que está trabalhando “em colaboração próxima” com Miyamoto no filme

5

Nintendo

Pokémon Go revela campanha focada no Brasil