Nintendo Switch

Nintendo Switch 2 teria modo portátil “muito fraco” para melhorar vida da bateria

Estratégia visa entregar uma bateria com mais autonomia no modo portátil

Nintendo Switch 2

Performance do Nintendo Switch 2 seria mais focada na duração da bateria

O próximo console da Big N, chamado pelos fãs, por enquanto, de Nintendo Switch 2, pode ter um modo portátil “mais fraco” para aumentar a duração da bateria.

Leia mais:

Os detalhes mais recentes sobre o Nintendo Switch 2 surgiram em uma conversa entre o YouTuber “Moore’s Law is Dead” e o criador de conteúdo “The Phawx” no podcast Broken Silicon.

Ao falar sobre uma suposta funcionalidade de ray-tracing do console, similar a que existe no Xbox Series S, Moore’s Law is Dead comentou ter ouvido que o Nintendo Switch 2 terá uma “performance mais rápida do que esperamos”, quando estiver no dock, mas “fora será muito abaixo”.

A estratégia por trás desta decisão é para dar aos jogadore uma bateria com vida mais longa quando estiverem jogando no modo portátil, solucionando uma das principais reclamações que os usuários têm com o Switch atual.

Para efeito de comparação, o modelo original do Switch entregava uma bateria que podia durar entre duas e seis horas, com as versões revisadas e o OLED chegando até nove horas.

Em termos práticos, caso a informação se confirme, o que podemos esperar é que o Nintendo Switch 2 tenha um comportamento similar ao console atual, com performance melhorada no dock, e não tão impressionate no modo portátil.


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYouTubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Games

1

Games

PlayStation: executivo acredita que foco irá mudar de gráficos para narrativas imersivas

2

Games

Overwatch 2: modo PvE é descontinuado após 3 meses

3

Games

Animal Well: Após sucesso do game indie, criador anuncia novo projeto

4

Games

Amazon abre primeiro estúdio europeu, chefiado por ex-Ubisoft

5

Games

The Last of Us: Co-criador defende o uso de IA no desenvolvimento de jogos