Activision Blizzard

Qual será o futuro da Activision Blizzard?

Mudanças impactaram a Activision Blizzard nesta quinta-feira (25)

Activision Blizzard Microsoft

A Activision Blizzard foi uma das afetadas do desligamento de 1900 funcionários da Microsoft

A Microsoft revelou a demissão de 1,900 funcionários da divisão de games da empresa, incluindo trabalhadores da Activision Blizzard, que teve o negócio de aquisição completado no ano passado, pelo valor de US$ 69 bilhões.

Segundo um e-mail do chefe da Microsoft Gaming, Phil Spencer, as demissões representam cerca de 8% da força de trabalho da Microsoft. Uma das principais mudanças está na Blizzard, com a saída do presidente Mike Ybarra, e do diretor de design Allen Adham, co-fundador do estúdio. Por isso, fica a pergunta, qual será o futuro da Activision Blizzard?

Leia mais

A saída de Bobby Kotick

Uma das principais mudanças, que já aconteceram antes desse desligamento massivo, foi a saída de Bobby Kotick, que foi CEO da Activision Blizzard por 33 anos, deixou o cargo no final de 2023. Com uma trajetória de sucessos e também com muitas polêmicas envolvendo a gestão do executivo, a detentora de Call of Duty e Overwatch já não tem mais o mesmo prestígio que tinha de outros tempos.

Activision Blizzard

A saída de Kotick foi vista como algo extremamente positivo, muito pelas colocações equivocadas do executivo sobre os casos de assédio sexual e condutas inadequadas de vários funcionários da empresa. Com a saída do conturbado executivo, a empresa precisa mostrar que está mudando.

Nessa situação toda, não dá para saber se essa situação é uma forma da Microsoft “limpar a casa” e tentar mudar pessoas importantes da Activision Blizzard, no entanto, pessoas de fora da empresa também foram afetadas, então fica tudo bem nebuloso.

Jogos cancelados e novas prioridades

Odyssey, que seria uma nova franquia da Blizzard, foi cancelado após as demissões que aconteceram. Segundo informações do jornalista da Bloomberg, Jason Schreier, boa parte dessas demissões estão acontecendo em departamentos que acabam sendo redundantes, como marketing, por exemplo.

Activision Blizzard

Schreier também disse que ainda existem outros jogos em desenvolvimento na Blizzard, e que diferente do que muitos pensavam, parece que a Microsoft não está investindo pesado em franquias antigas. Até o momento, a dona da Xbox ainda não revelou quais são os planos para a Activision Blizzard, e essa situação não ajuda muito a entender o que está acontecendo.

Outros jogos podem ter sido afetados? No momento, não sabemos. Contudo, ainda é bem complicado ver uma demissão tão grande no mercado que já está sofrendo bastante com vários desligamentos ao longo dos últimos anos.

Mais uma rodada de demissões

2023 já foi um ano difícil para a indústria, mas parece que 2024 está tentando bater o recorde. O desenvolvedor independente Rami Ismail, publicou uma tabela mostrando em comparação os dois anos, e em 25 de janeiro, o ano novo já está na metade do caminho para atingir os números do período anterior.

Microsoft

Ao todo, foram 10,500 funcionários demitidos na indústria de games em 2023. O que deixa a situação mais caótica e preocupante ainda, é que os números de Ismail não contavam com os da Microsoft, visto que ele ainda estava comentando sobre os desligamentos do People Can Fly Studios e Black Forest Games.

Antes do anúncio das demissões, cerca de 5,600 funcionários foram demitidos no ano de 2024. Agora, estamos na casa dos 7,500. A situação na indústria dos games parece cada vez mais desoladora para quem trabalha desenvolvendo jogos, mesmo com as vendas batendo recordes e executivos lucrando bastante.

É triste ver o estado que a indústria se encontra, principalmente porque a corda acaba arrebentando para o lado mais fraco, os desenvolvedores e outros funcionários que não recebem tanto quanto um executivo de alto escalão.

Nesses tempos tão caóticos, ver que até mesmo gigantes como Riot Games e Activision Blizzard podem ser afetadas, deixa todo mundo com bastante medo sobre como será o futuro da indústria para os próximos anos.

Qual será o futuro da Activision Blizzard?

Até o momento, não dá para acertar 100% para onde a visão da Microsoft deve levar a empresa. No entanto, dá para imaginar que o foco em Call of Duty deve continuar, e também devem aparecer novos projetos exclusivos para Xbox, além da adição do catálogo de títulos para o Game Pass.

Mesmo que outras divisões no departamento de jogos da Microsoft tenham sido afetados, a saída de executivos importantes da Blizzard, deixam a situação com os holofotes voltados para o estúdio.

Microsoft Activision Blizzard

Sem o presidente da Blizzard, que decidiu não continuar na empresa após o término da fusão, e sem um dos fundadores, o rumo do estúdio detentor de franquias como World of Warcraft e Overwatch, ainda é incerto e bem turbulento.

Sem uma visão clara para onde a Activision Blizzard possa estar indo, só podemos ficar preocupados quanto aos desenvolvedores que sofreram nesse processo e tiveram seus trabalhos interrompidos, e suas vidas prejudicadas.

De todas as notícias iniciais que poderíamos ter do começo da “Era Microsoft” no comando da empresa, essa é, com toda a certeza, não é a melhor forma de estrear no comando de uma das desenvolvedoras mais importantes do mercado.

A mão firme de Phil Spencer pode ser a que eles precisam tentar remar o barco de volta aos momentos de glória, mas até o momento, só estamos vendo a Activision Blizzard se aproximar do iceberg, na mesma velocidade do Titanic.

Com informações de: Bloomberg


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Colunas

1

Colunas

Review Final Fantasy 7 Rebirth: mais um sonho realizado

2

Colunas

Guia de Ultimate Team: TOTW 24 traz mais uma carta especial do melhor zagueiro do game

3

Colunas

Guia de Ultimate Team: os destaques do Fantasia FC

4

Colunas

Guia de CoD: as melhores classes de snipers no Warzone (Temporada 2)

5

Colunas

Guia de CoD: as melhores classes de fuzis de batalha no Warzone (Temporada 2)