Colunas

Ainda vale esperar pelo retorno de Dino Crisis?

Forte no PS1, a franquia Dino Crisis está há 20 anos sem lançamentos Em um mundo cada vez mais impactado...

Dino Crisis

Forte no PS1, a franquia Dino Crisis está há 20 anos sem lançamentos

Em um mundo cada vez mais impactado e repleto de remakes e remasters, é natural especular, e até mesmo criar esperanças pelo retorno de uma outra franquia há muito guardada nas gavetas dos estúdios. É claro que nem todos os jogos clássicos podem e irão ser trazidos de volta à ativa, modernizados e acrescidos de conteúdos extras, mas uma série em particular vem sendo jogada para escanteio pela Capcom: Dino Crisis.

Leia mais:

Fora de circulação há exatos 20 anos, Dino Crisis é uma franquia de jogos de sobrevivência em terceira pessoa, nos quais os principais e mais assustadores inimigos são os temíveis lagartos de outrora. A série seguiu uma linha de gameplay muito similar às apresentadas pelos primeiros três lançamentos de Resident Evil, e não sem motivo, uma vez que compartilham do mesmo criador, o lendário Shinji Mikami.

Depois de duas décadas sem vermos quaisquer indícios de um retorno da franquia, mas, envoltos em um cenário atual de muitos remakes e remasters, principalmente em um esforço da própria Capcom em revitalizar alguns jogos clássicos, será que ainda vale a pena esperar pelo retorno de Dino Crisis?

Dino Crisis

Dino Crisis é uma série que acumula uma história curiosa em questão de recepção do público e da crítica especializada, na comparação com a performance financeira dos três jogos já lançados.

O primeiro game comercializou cerca de 2.4 milhões de unidades, um valor que o coloca, por exemplo, à frente de Resident Evil 4, levando em conta apenas os dados de vendas do jogo de zumbis no PlayStation 2.

No entanto, mesmo com o estrondoso sucesso da investida original da franquia, Dino Crisis 2 fracassou e não atingiu as expectativas da Capcom, vendendo apenas metade das cópias em relação ao primeiro game. E isso acabou fazendo a empresa tomar medidas drásticas e, como o tempo acabou provando, equivocadas em relação ao futuro da série.

Em setembro de 2003, a Capcom lançava Dino Crisis 3, situado inacreditáveis 500 anos à frente dos acontecimentos do segundo game, e deixando de lado quaisquer laços afetivos com os personagens dos primeiros dois jogos.

Para completar o pacote, a empresa japonesa ainda se desconectou completamente do próprio mercado interno, e apostou na exclusividade de distribuição ao Xbox original, deixando de lado aquele que viria a se tornar o console mais vendido na história, o PlayStation 2.

Dino Crisis 3

Tendo tudo isso em mente, em que pé estamos com relação a Dino Crisis, Capcom, remakes e um possível retorno da franquia? Em 2022, a empresa incluiu, em um dos programas State of Play, do PlayStation, um trailer de um jogo de dinossauros, que, enquanto o vídeo era apresentado, as expectativas de milhões de fãs ao redor do mundo se elevaram, acompanhando a transmissão ao vivo. No fim, acabou se revelando que era uma nova propriedade intelectual, chamada Exoprimal.

Para o desespero dos fãs, incluindo deste que vos fala, Exoprimal não só não era Dino Crisis, mas também fugia completamente da proposta da franquia clássica, apostando em um formato de multiplayer online, que, removendo os dinossauros da equação, de fato não possui sequer alguma semelhança com os jogos de PS1 e Xbox.

Olhando para o trabalho que a Capcom vem realizando nos últimos anos, vemos claramente uma estratégia de mesclar o lançamento de versões reimaginadas e refeitas do zero de alguns dos principais jogos no catálogo da empresa, com a aposta na sequência das franquias e a chegada de novas entradas em cada uma delas. Foi assim com os remakes de Resident Evil 2, 3 e 4, e os mais recentes 7 e Village.

Dino Crisis

Recentemente, usuários de jogos da Capcom foram impactados, através de e-mails, por um formulário de perguntas, que visava obter informações sobre a comunidade e os gostos mais latentes de cada jogador dentro do catálogo da gigante oriental. Um dos questionamentos, inclusive, falava sobre a possibilidade de novos remakes, e indagava qual título clássico a pessoa gostaria de ver refeito para a geração atual de consoles e PCs.

Juntando as peças, fica claro que sonhar com um novo jogo da franquia Dino Crisis não é nenhum absurdo. A estratégia atual da Capcom, juntamente com o elemento do saudosismo dos fãs, faz com que, sim, ainda vale a pena esperar pelo retorno da série, seja com um remake/remaster dos primeiros games, ou com um lançamento inédito.

APROVEITE PARA CONFERIR OS VÍDEOS E O CANAL DO YOUTUBE DA GAME ARENA. NESTE VÍDEO, PONDERO SE AINDA VALE A PENA JOGAR POKÉMON COM MAIS DE 30 ANOS:


Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Colunas

1

Colunas

Review | Luigi’s Mansion 2 HD: um ótimo convite ao terceiro game

2

Colunas

Guia de Ultimate Team: nova temporada tem carta grátis de Haaland de nível 99; veja como consegui-la

3

Colunas

Star Wars Outlaws parece ter um sistema bem promissor de evolução da protagonista

4

Colunas

Guia de Ultimate Team: os destaques do Caminho até a Glória no mata-mata

5

Colunas

Elden Ring: a verdadeira vitória são os amigos que fazemos no caminho com invocações