Exclusiva

VALORANT: “a gente precisa melhorar bastante, revela Less

Pro player falou sobre fases da LOUD e confronto eliminatório

VALORANT: "a gente precisa melhorar bastante, revela Less

Foto: reprodução/Riot Games

A temporada de 2024 tem sido ingrata para o elenco de VALORANT da LOUD. A verdinha, acostumada a estar no topo das competições, começou o ano bem no VCT Americas Kickoff (VALORANT Champions Tour), levando o vice-campeonato, mas de lá ára cá, a história tem tido tons cinzas demais para quem sempre está à frente e dando dor de cabeça para equipes grandes e consolidadas do cenário. A Game Arena conversou exclusivamente com Less, para entender um pouco mais sobre como tem sido o processo da line-up.

Nesta quarta-feira (09), o time foi eliminado do primeiro Stage do VCT Americas 2024. Em confronto melhor de três jogos (MD3) contra a 100 THIEVES, a verdinha saiu com um 2 a 0 por 13 a 6 na Bind e 13 a 4 na Icebox, que, nesta split, tem sido o pior mapa da equipe adversária. Quando questionado sobre a existência de algum ponto positivo na disputa, que seja algo realizado em treino que deu frutos na competição, Less, cabisbaixo, contou mais detalhes sobre o resultado negativo que levou à eliminação.

“Eu acredito que esse jogo não teve muita coisa porque a gente acabou de tomar dois stomp. Acho que foi mais erro que nós cometemos, mas a gente treinou bem pouco né nessa semana… porque desde a super week, a gente não teve muito tempo para treinar. A gente veio da lower, então é bem em seguida”, analisa.

 

No VCT Americas 2024, o elenco caiu no Grupo Omega da competição, com as equipes LEVIATÁN — do brasileiro aspas, 100 THIEVES, Evil Geniuses (EG) e, também os tupiniquins da FURIA Esports e MIBR. A LOUD teve três derrotas e duas vitórias durante a fase de grupos, sendo que, se conseguisse embalar um resultado positivo nesta quarta-feira (08), estaria elegível para disputar a fase final da competição. Less falou um pouco sobre a diferença da LOUD da fase de grupos do torneio para o elenco nos playoffs e chegou a citar sobre as fases da LOUD durante o tempo que existe no competitivo de VALORANT.

“Eu acredito que passou por muitas LOUDs já. Já existiu várias LOUDs em 2022, 2023 e 2024 agora. E essa de 2024 eu não vi muita diferença não. A gente começou jogando mal a fase de grupos, depois conseguiu recuperar e acabou jogando mal de novo nos playoffs e, infelizmente não tem lower”, conta.

O que faltou para a vitória?

Os jogos da verdinha pelo último confronto da fase de grupos foram complicados. O destaque da série se deu muito pela jogabiliade de Cryo, que parecia estar empenhado a eliminar os brasileiros da competição. Nos três mapas, garantiu um rating de 1.78 com balanço de abates e mortes e +32. Durante a transmissão, os casters chegaram a citar que a LOUD estaria sofrendo algum tipo de “apagão”, por conta de não conseguir se recuperar entre os rounds e até mesmo nas viradas de lado de ataque e defesa.

Segundo Less, a composição adotada pelos brasileiros tinha algumas brechas que ainda não haviam sido exploradas por equipes que enfrentaram a LOUD anteriormente no VCT Americas 2024. Porém, a 100 THIEVES teve essa visão e conseguiu encaixar Cryo de forma que estava livre para abusar da composição. O jogador profissional, que é conhecido na comunidade por ser sempre um dos destaques das competições oficiais, comentou sobre a disputa na Bind e também na Icebox, confira:

“Eu não sei muito dizer porque eu não vi ainda, mas eu sinto que a Icebox, realmente … a nossa comp tem bastante brecha e as brechas que ela tem, principalmente a Jett, que pode abusar e o Cryo conseguiu abusar muito bem delas, porque a gente sabia dessas brechas, só que é difícil não deixar elas pela composição e nenhum time que tinha abusado ainda. Então, o Cryo conseguiu abusar e realmente foi difícil de lidar. Em relação a Bind, eu acredito que a gente tá com uma defesa bem fraca.”

“Tanto que, foi por isso que eles pickaram a nossa Bind. Eu acredito que a nossa Bind, a gente tenha mostrado bastante fraqueza durante os outros jogos, só que a gente tinha caído com a vitória mesmo assim, mas eles conseguiram fazer bastante e eu senti bastante antitático; eles focaram bastante nos nossos pontos mais fracos e conseguiram sair com a vitória bem de boa na Bind”, explica.

 

Entre estatísticas de brasileiros neste primeiro split do torneio, Less fica em terceiro. O brilhantismo vai para aspas, da LEVIATÁN, que possui o rating mais alto de todo VCT, com 1,39. Outro brasileiro aparece no top, sendo heat da KRU Esports, em quinto lutgar com dados de 1.22. Less fica na 19ª posição geral, mas se garante como terceiro tupiniquin com dados mais altos do campeonato, acumulando um rating de 1.07, de acordo com dados revelados pelo VLR.gg, apurados pela reportagem da Game Arena.

Com os resultados, a LOUD fica fora do Masters Shangai, que acontece entre 23 de maio até 9 de junho em solo chinês, com equipes participantes ainda sendo definidas. As únicas que já estão confirmadas no campeonato sãoa Gen.G Esports (Pacífico), Paper Rex (Pacífico), T1 (Pacífico), Fnatic (EMEA), EDward Gaming (China) e FunPlus Phoenix (China), seguindo o calendário competitivo de VALORANT global da Riot Games.

 

LEIA MAIS

 

Durante a exclusiva com Less, lembramos de uma live em que Saadhak disse que a LOUD precisava “acordar para a vida”. No corte da live, o capitão da verdinha disse que “o problema não é tático, não é composição” e citou que o time precisava acordar. Aproveitando o gancho, foi questionado se essa questão foi superada ou se o elenco descobriu que ainda existem outras coisas que precisam ser lapidadas. O jogador profissional revelou que não teve acesso ao vídeo, comentou sobre os sonhos que o elenco possui e citou o nível de gameplay apresentado pela line-up.

“Eu não vi esse bagulho do Saad , então não sei muito dizer o que que ele quis dizer com isso, mas eu acredito que sim, a gente tá apresentando ainda um nível de jogo meio baixo, é porque a gente sonha, quer ser campeão mundial, campeão da Champions. Então, realmente a gente precisa melhorar bastante”, diz.

Ainda há esperança dos brasileiros conseguirem alcançar o sonho de disputar o VCT Champions 2024, mundial da modalidade, caso consigam ficar no top três do Stage 2 do VCT Americas 2024, campeonato que está programado para ocorrer em Los Angeles entre 22 de junho até 21 de julho deste ano. Porém, não se sabe ainda da situação tanto de Less, quanto de qck permanecerem na organização, visto que, de acordo com o insider Noyn, existe a possibilidade de Less ir para o banco da LOUD, enquanto qck, a mais nova adição do time, não conta com permanência garantida para o segundo split do regional.


Se você gostou deste conteúdo em texto, veja também nossos vídeos. Neste aqui, lembramos as seis jogadas mais inacreditáveis do VALORANT, confira:

Acompanhe a Game Arena nas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Valorant

1

Valorant

VALORANT: DreamMax dispensa line inclusiva

2

Valorant

VALORANT: Jhow deixa a LOUD GC

3

Valorant

VALORANT: Tixinha recupera conta hackeada

4

Valorant

VALORANT: Breeze e Split deixarão rotação após atualização; Haven voltará

5

Valorant

VALORANT: xand não é mais streamer da FUT