Realidade inclusiva

VALORANT: metade dos times inclusivos do top 4 não possuem organização

Times precisam de mais investimento no inclusivo

VALORANT: metade dos times inclusivos do top 4 não possuem organização

Foto: reprodução/Riot Games

O Stage 1 do VCT Game Changers Brazil (VALORANT Champion Tour) está passando por uma pausa para a transição da fase online para a etapa presencial da competição, que acontece a partir de 14 de maio de 2024.

Em análise do cenário inclusivo, a equipe de especialistas da modalidade na Game Arena* percebeu que metade das equipes do top 4 da competição estão, atualmente, sem uma organização responsável por lidar com a parte burocrática do time, tal como custos, logística, uniforme e mais.

Uma das novidades do formato da competição para a temporada de 2024 é que quatro elencos poderão disputar em LAN, ou seja, nos estúdios da Riot Games em São Paulo. As competidoras já foram definidas, porém, metade delas, ainda não possui uma organização, sendo o caso da REVOADA, que não conta com ajuda de custos e precisam de ajuda por meio de doações para conseguirem fazer um uniforme.

 

LEIA MAIS

 

A Team Leveling conseguiu espaço para competir na etapa de LAN deste Game Changers, mas teve de jogar as duas fases qualificatórias do primeiro evento principal do ano sem nenhum tipo de auxílio por parte de um clube profissional.

Tanto que, no início de 2024, uma das atletas fez uma divulgação por meio das redes sociais — ainda da antiga line-up — apresentando o projeto. O elenco incluiu GabiTe no lugar de kaah no início deste mês, para que a pro player pudesse cuidar de sua saúde mental e, por mais que tenham avançado para a etapa presencial, continuam sem apoio, tentando viver o sonho de jogar VALORANT profissionalmente por conta própria.

 

Problemática atinge etapa online

Durante a fase online do campeonato, outra equipe também estava sem organização: donas da bala. Desde o início de abril, quando garantiram vaga para o evento principal, o time estava à procura de uma organização para o disputar.

Mesmo garantindo o top 8 do torneio nos últimos dois qualificatórios, ainda seguem sem investimento. Caso o elenco conseguisse se classificar e ainda não tivesse um órgão auxiliador, talvez estivesse passando pela mesma situação de algumas pro players que irão jogar em LAN no próximo mês.

 

 

Vale lembrar os elencos que possuem investimento e disputam o evento principal de 2024 atualmente são: DreamMax e-Sports e TBS e-Sports, ambas desclassificadas pela REVOADA. Além destes, existem também equipes mais tradicionais, sendo a LOUD — que foi eliminada pela Team Leveling, o MIBR e a Team Liquid (TL); as duas últimas estão na chave superior do torneio.

 

*Nayara Dornelas e Siouxsie Rigueiras


Confira também nossos vídeos. Neste aqui, entrevistamos Biggie, CEO da Hero Base. Confira:

Acompanhe a Game Arena nas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Valorant

1

Valorant

VALORANT Champions terá R$ 12 milhões em premiação

2

Valorant

Valorant já tem cheaters nos consoles

3

Valorant

Valorant: como se inscrever para o beta no console

4

Valorant

VALORANT Champions não terá time brasileiro pela primeira vez

5

Valorant

Universidade oferece bolsa para jogadores de Valorant