League of Legends

CBLOL 2024: micaO fala de Academy e retorno para elite do LoL na Liberty

Uma das surpresas da Liberty para 2024 foi a contratação do atirador micaO para o elenco que disputa a próxima...

CBLOL 2024: micaO fala de Academy e retorno para elite do LoL na Liberty

Foto: reprodução/Liberty

Uma das surpresas da Liberty para 2024 foi a contratação do atirador micaO para o elenco que disputa a próxima temporada do League of Legends (LoL) brasileiro. A Game Arena entrevistou o pro player para entender mais sobre o último ano e relação com jogadores novatos da line-up.

No competitivo desde 2012, o atleta trilhou um caminho diferente no último ano, ao jogar pela Vivo Keyd Stars no campeonato de base da modalidade, o CBLOL Academy (Campeonato Brasileiro de League of Legends), em que pode masterizar novas competências e garantir mais um título.

“A experiência no Academy foi que eu tive que ter um pouco mais de responsabilidade. Eu me cobrava mais para fazer coisas tanto dentro de jogo, quanto fora de jogo. Eu acho que eu consegui muito esse aspecto de liderança assim”, conta.

 

Foto: reprodução/Liberty

 

Tricampeão do CBLOL e de casa nova, agora retorna para o torneio de elite do LoL no Brasil com um time formado por novos talentos do cenário, que estão sendo desenvolvidos por uma coach staff de peso no país e afora: Turtle, BeellZy, Alocs e Mytka.

Mytka e BeellZy estavam envolvidos no feito histórico da LOUD garantir o tricampeonato do campeonato principal de LoL no Brasil, enquanto o ex-pro player Turtle, foi campeão da LCS (League Championship Series) em 2022 ao comandar a Evil Geniuses (EG).

Como se não fosse o suficiente, a Liberty  conta com o trabalho de Alocs, que também é ex-jogador profissional, tendo participado do competitivo da modalidade em terras tupiniquins desde o início, vencendo o Riot Brazilian Champion League 2012, o primeiro campeonato de LoL no país.

 

Foto: reprodução/Riot Games

 

Quando questionado sobre se sentir mais responsável por passar seu conhecimento para os companheiros de elenco, micaO não deixa de entender seu valor sem abrir mão das trocas entre a equipes.

“Eu me coloco em uma posição de muito de aprendizado que eu tenho, eu tenho coisas para passar e eu tento fazer isso ativamente.”

 

“Quando acho que eu to mais calado ou coisa do tipo, quando eu acho que não tô contribuindo tanto, eu penso que eu devo fazer isso mas ao mesmo tempo até por ser o LoL que muda o tempo inteiro, eu sempre tô aprendo coisa nova com todo mundo. É e sempre vai ser um processo dos dois lados, é sempre vai uma troca”, explica.

 

LEIA MAIS

micaO: a tal da cobrança e foco na evolução

Imagem: reprodução/Liberty

 

“Eu me cobro bastante sim nesse sentido [de passar conhecimento para o time] e eu acho que todos os jogadores se cobram assim porque em um time todos tem que contribuir bastante; tem que haver essa troca sempre.”

 

“Independentemente de ter mais experiência ou não, eu acho que você tem que buscar sempre contribuir ativamente para os seus teammates.”

micaO e o elenco da Liberty vão ter sua primeira partida no CBLOL contra a INTZ em 20 de janeiro de 2023. O jogo é válido pela primeira rodada do split 1 do campeonato brasileiro.


Se você gostou deste conteúdo em texto, veja também nossos vídeos. Neste aqui, perguntamos quais são as skins preferida de League of Legends na CCXP, confira:

Acompanhe a Game Arena nas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em League of Legends

1

League of Legends

CBLOL: “Grevthar não sabe a função dele”, analisa membro da IDL

2

League of Legends

LoL: Project L agora é 2XKO e tem inscrições para teste do jogo de luta

3

League of Legends

CBLoL 2024: FURIA anuncia afastamento de sul-coreanos

4

League of Legends

LoL: “vai ser difícil eles correrem atrás da paiN”, diz Ranger sobre LOUD

5

League of Legends

LoL: além do CBLOL, INTZ acumula sexta derrota no Academy