Counter-Strike Global Offensive

IEM Cologne: “Não quero entrar bomb com 10 segundos”, brinca VINI como novo IGL

A nova Imperial de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) finalmente estreou e encarou a Monte pela IEM Cologne 2023. O placar...

IEM Cologne: "Não quero entrar bomb com 10 segundos", brinca VINI como novo IGL

A nova Imperial de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) finalmente estreou e encarou a Monte pela IEM Cologne 2023. O placar não foi o que o time gostaria, mas em entrevista exclusiva à Game Arena, VINI pregou tranquilidade sobre o resultado e o início de trabalho e explicou mais sobre como o elenco atual está funcionando.

Primeiramente falando sobre a derrota neste compromisso inicial, VINI foi capaz de enxergar alguns pontos positivos no duelo. Ao mesmo tempo, também reconheceu que o lado defensivo do Brasil ficou em falta.

“Acho que fizemos um bom trabalho, ainda mais que perdemos um round forçado dos caras, o que daria mais dois rounds para gente de TR. Acho que o problema foi o CT mesmo, pois entramos frios e não estávamos no máximo que a gente pode estar. É estreia de campeonato também, a galera estava um pouco nervosa… Agora vamos dar uma olhada no jogo só, nada de crise ainda. Ainda tem muito mapa pra jogar.”

Para ele, a Imperial ainda tem muito chão para percorrer, enquanto se ajusta neste semestre para encarar grandes competições como essa. O processo, porém, deve ser mais rápido do que o habitual, já que as contratações foram feitas pensando justamente nisso.

“Vimos o que estava disponível no mercado e obviamente Henrique e Felps são grandes nomes, que com certeza não vão precisar de muito tempo para voltar ao Tier 1 e jogar grandes campeonatos. Como a gente já sabia que tinha vaga aqui em Cologne e na próxima Pro League, nós já precisávamos de jogadores cascudos para este curto período de tempo”, explicou VINI.

LEIA MAIS:

A chegada das novas peças, no entanto, não são as únicas mudanças sofridas pela Imperial recentemente. O próprio VINI assumiu a braçadeira de capitão com a saída de FalleN e, com bom humor, explicou no que isso mudou para ele na prática.

“É difícil né, agora todo trabalho é meu!”, afirmou enquanto dava risadas. “Antes eu só estava ali jogando o meu DM e etc e ouvia a call dele, mas agora estou lá fazendo tudo o que ele fazia antes. Não é nem saudade eu diria, mas o trabalho dele era bom”, completou.

Nesta linha de mudanças, o pro player também explicou o que permaneceu do trabalho de FalleN, como um legado dentro da equipe, e o que mudará daqui para frente com ele no comando:

“[Do FalleN permaneceu] Mais a dedicação mesmo e linhas de trabalho, de como estudar o jogo, como analisar os mapas…”, pontuou. “Estamos meio que nos baseando um pouco nisso e, obviamente, nos adaptando a um pouco do que eu gosto também. Não quero entrar no bomb com 10 segundos, fica tranquilo”, concluiu mais uma vez de forma bem humorada e com um sorriso no rosto.

Avaliando esta sua primeira performance como IGL, Vini ficou satisfeito com a forma como se portou, apesar de adicionar que ele ainda pode mais: “Poderia ser melhor, eu acho. Nosso half foi até bom, mas fica aquele gostinho de que poderia ter sido mais. Porém eu diria que foi um bom trabalho, até porque eu não me lembro de ter ficado em pânico ou de ter me dado algum branco ali na hora. Na verdade foi bem confortável“.

Ainda vivíssima na IEM Cologne 2023, a Imperial de VINI volta a jogar nesta quinta-feira (27), às 14h30 (horário de Brasília), contra a Grayhound. Aqui só a vitória interessa, pois o time que perder estará fora do campeonato.

Se você gostou desse conteúdo, veja também nossos outros vídeos. Neste aqui, também feito em Cologne, SIUHY comenta sobre sua saída da GamerLegion, jogar em um dos times mais jovens do mundo e mais:

Game Arena tem muito mais conteúdos como este sobre esportes eletrônicos, além de games, filmes, séries e mais. Para ficar ligado sempre que algo novo sair, nos siga em nossas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike Global Offensive

1

Counter-Strike Global Offensive

CS:GO: fnx revela que jogou final da ESL Pro League no Brasil virado

2

Counter-Strike Global Offensive

CS2: “estranhamente, me encontro feliz”, diz arT sobre sair da FURIA

3

Counter-Strike Global Offensive

CS:GO: filme da Red Bull é lançado com a participação de FalleN

4

Counter-Strike Global Offensive

CS:GO: Red Bull fará filme do jogo com a presença de FalleN

5

Counter-Strike Global Offensive

CS 1.6: cogu lidera rating do jogo, com FalleN e fnx no top 10, veja