Counter-Strike Global Offensive

IEM Cologne: FalleN, sobre time: ‘Fazia tempo que não jogava com jogadores desse calibre’

Em primeira entrevista após jogo pela FURIA, FalleN rasgou elogios ao trio KSCERATO, yuurih e arT Na estreia de chelo...

FalleN

Foto: Game Arena.

Em primeira entrevista após jogo pela FURIA, FalleN rasgou elogios ao trio KSCERATO, yuurih e arT

Na estreia de chelo e FalleN, a FURIA venceu a Grayhound por 16 a 11 na Ancient e largou com o pé direito na fase de play-in da IEM Cologne 2023. Após o triunfo, o verdadeiro falou pela primeira vez após disputar um jogo pela equipe com exclusividade a Game Arena.

Primeiramente, FalleN iniciou a entrevista analisando o jogo, elogiando a partida do rival Vexite e fazendo um panorama desses primeiros 21 dias com a equipe da FURIA.

“Foi um jogo bem legal. Estreia sempre tem um gostinho especial, tem aquele frio na barriga. Treinamos 20 dias, hoje é o 21º dia desde que cheguei no bootcamp em Malta e o campeonato sempre traz algo diferente. O estilo de jogo dos adversários às vezes é mais cadenciado. O Vexite tava desequilibrando e fazendo um grande jogo, tanto nos ecos quando nos armados, punindo algumas plays e levando o jogo para o lado deles.” 

“Do nosso lado, foi legal de ver nossa postura, nos propomos em jogar de uma certa maneira e conseguimos fazer isso. Rolou até um pouco de mind game em alguns momentos do TR, onde estávamos abusando um pouco do bomb A repetidamente. Em certo momento eles acharam que ia mudar e a gente continuou fazendo e no final do half rolou outro momento de fingir e ir para o B. Não deu tão certo, mas as ideias estavam sendo feitas. Todo mundo se comportou bem como vinhamos treinando.” – disse.

Depois, FalleN ainda elogiou arT e revelou que ele será o seu “braço direito”, auxiliando nas ideias e na organização do time. Ele finalizou afirmando que a equipe jogou bem contra a Grayhound.

“O arT auxiliou bastante com ideias, calls e na organização. É o meu braço direito, ele manda muito bem nisso e é algo que quero continuar usando durante toda a trajetória na FURIA, vamos dividir esse fardo e se ajudando. Foi legal para uma estreia, ganhamos mesmo perdendo os pistols e rounds difíceis. Sinal que jogamos muito bem.” – comentou.

Em seguida, FalleN foi questionado sobre como ele enxerga essa união dele com a FURIA. Ele disse que é a “união das torcidas” e que é uma mescla de gerações dele com a garotada do time.

“Acredito que é a união das torcidas, é o lado mais legal de toda essa história que estamos escrevendo junto. Estou há muitos anos no cenário, mais de 20 de carreira, então tem muita gente que gosta de me acompanhar e agora vai ter a chance de me acompanhar em um projeto novo. Em paralelo, abre a oportunidade de conhecer os meninos da FURIA um pouco mais.

São alguns garotos que, quando você se profissionaliza, você faz algumas escolhas de como você vai se comportar, em relação às redes sociais e não tem certo e errado, só tem características diferentes. E eles são um grupo que sempre focaram muito em desempenho, não é a praia deles a criação de conteúdo. Eles têm essa cabeça e a minha vinda dá uma equilibrada nisso e as pessoas tem mais chance de conhecê-los. Isso é super legal.” – analisou.

LEIA MAIS:

Depois, FalleN falou sobre o que a FURIA agrega ao momento de carreira dele e revelou que se surpreendeu com a estrutura da organização, finalizando dizendo que “fazia tempo que não jogava em um time com jogadores desse calibre”, elogiando o trio yuurih, KSCERATO e arT.

“E a FURIA agrega a mim por ser uma organização super estruturada. Me surpreendi bastante, são mais de 100 funcionários, tem uma visão de mundo e um ideal super bacana, que eu gosto de algumas coisas que eles pregam, algumas brigam que tentam influenciar de forma positiva. Isso é legal. O fato de, competitivamente, ser um time muito forte. Sendo bem sincero, já fazia tempo que não jogava em um time com jogadores desse calibre.

O yuurih e o KSCERATO eles são os dois melhores jogadores do Brasil há 3-4 anos, então são muito fortes. O arT tem o seu valor que a gente só consegue ver de dentro, ele tem ideias e um estilo de jogo que é gostoso ter alguém no seu time assim e parelha muito com a dupla, é uma combinação super forte.”

“Então a FURIA tem muito para agregar competitivamente em termo de estrutura, tenho feito alguns trabalhos com fisioterapeuta e isso tudo já existe. Quando você solicita alguma coisa, elas já estão ali. Estou achando essa praticidade super legal e estou super feliz até agora.” – afirmou o professor.

Depois, o verdadeiro comentou sobre a sua performance atual nesses primeiros 21 dias de FURIA, afirmando que está “muito satisfeito com a maneira que estou jogando” e se mostrou confiante para a sequência do projeto.

“É sempre um desafio. Jogar CS é sempre um desafio e agora os desafios que estou encontrando maiores aqui é tentar reproduzir o que estou treinando. Estou bastante satisfeito com a maneira que estou jogando, acredito que é possível sonhar sim em fazer performances e ter uma season forte como time no passado, quem sabe até melhor, o time proporciona isso. E o desafio é replicar isso, em paralelo é tentar alinhar minha vida pessoal com a profissional. Isso foi algo que me pegou nos últimos anos.” – disse.

Falando um pouco sobre o assunto aposentadoria, FalleN revelou arrependimento por trazer a tona esse assunto, que, segundo ele, acaba “não sendo algo positivo em um time”. Ele disse que, se pudesse, não falaria de novo e, se um dia acontecer, será “do nada”.

“O momento que vivi há um tempo ele realmente me trazia essa ideia de aposentadoria. Eu estava passando por um momento complicado de não entender esse balanço e algumas portas se abriram para mim, algumas ideias, ponto de vistas diferentes. Fato de vim um jogo novo (CS2) é sempre legal, ao mesmo tempo que também é um desafio, tem que aprender muita coisa de novo, já passei por isso várias vezes, mas é super legal fazer isso da maneira que está sendo feita agora.” 

“Então, aposentadoria, quando for acontecer vai ser do nada agora, pois uma coisa que me arrependo um pouco foi toda essa dinâmica de levar para um grupo que você vai parar. Isso não tem um efeito bacana em uma equipe. Se eu pudesse fazer de novo, não teria feito isso, mas era o momento que eu estava vivendo. E eu sou muito fiel a isso, muito sincero, então às vezes a gente peca no que fala. Então, se eu for me aposentar um dia, vai ser uma coisa mais “aconteceu”, criar essa expectativa não vale a pena.” – disse o professor. 

Seguindo a entrevista, FalleN abordou alguns temas interessantes sobre a sua vida pessoal, afirmando que os desafios que ele enfrenta lhe dá curiosidade para buscar novos assuntos e nutrir de outras coisas. Ele deu a sua jornada na Liquid como exemplo.

“Acredito que a vida vem me pregando desafios nos últimos anos que cada vez foi abrindo curiosidade para alguns assuntos, religiosos e outras coisas nesse meio e eu fui me nutrindo de outras coisas, abrindo ponto de vista para outras paradas para conseguir lidar com as coisas que ia vivendo. Aqui na FURIA mesmo estou tendo a chance de jogar com o arT e, querendo ou não, passei por algo parecido na Liquid, tava jogando com outro IGL que era o Stewiie.” 

“Então, todas às vezes que essas coisas acontecem e na minha vida é sempre em volta do CS, pois estou sempre nesse mundo, eu tento tirar o máximo que posso para o meu crescimento pessoal. Vivo alguma coisa e tento ver aonde que eu errei, se magoei alguém, alguma coisa no meu ego que me atrapalhou em algum momento. Então, a gente tenta ser mais feliz e lidar melhor com as situações o tempo todo. A gente tá aqui nessa vida para isso no fim das contas.” – revelou o capitão.

FalleN fará seu segundo jogo com a camisa da FURIA já nesta quinta-feira, dia 27 de julho, às 14h30 da manhã, horário de Brasília, em uma série melhor de três contra a equipe da Monte. O vencedor garante vaga na fase principal da IEM Cologne 2023.

Se você gostou do nosso conteúdo em texto, confira também nossos vídeo. Neste aqui, batemos um papo exclusivo com Chelo, que falou pela primeira vez com a camisa da FURIA:

Game Arena está cobrindo presencialmente a IEM Cologne 2023. Para não perder nada que acontece na catedral do CS, siga-nos nas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike Global Offensive

1

Counter-Strike Global Offensive

CS:GO: fnx revela que jogou final da ESL Pro League no Brasil virado

2

Counter-Strike Global Offensive

CS2: “estranhamente, me encontro feliz”, diz arT sobre sair da FURIA

3

Counter-Strike Global Offensive

CS:GO: filme da Red Bull é lançado com a participação de FalleN

4

Counter-Strike Global Offensive

CS:GO: Red Bull fará filme do jogo com a presença de FalleN

5

Counter-Strike Global Offensive

CS 1.6: cogu lidera rating do jogo, com FalleN e fnx no top 10, veja