detalhes da ida

RMR Américas: skullz fala de ida à Liquid, exalta Twistzz e momento: “Se encontrando como equipe”

Após vitória sobre a BOSS, skullz falou com a Game Arena a respeito de sua chegada a Liquid e relação com jogadores

skullz

Foto: Game Arena.

A Liquid venceu a BOSS por 2 a 0 e seguiu viva rumo ao sonho de se classificar ao PGL CS2 Major Copenhagen 2024. Após o triunfo, o jogador brasileiro da equipe, Felipe ‘skullz’ Medeiros, falou com a Game Arena.

Antes de falar sobre o RMR, skullz começou o papo abordando o tema chegada a Liquid. Segundo ele, o time ainda não está funcionando da forma como desejam, pois ainda estão se conhecendo, em uma fase de adaptação inicial. 

“No começo foi bem difícil. Acho que ainda não estou 100% adaptado, é uma experiência muito grande que os jogadores tem e cada dia aprendo algo novo com eles e a cada dia me sinto melhor dentro do jogo. Ainda estamos conhecendo um ao outro, o time não está funcionando da maneira que tem que funcionar, mas é um começo sensacional, não poderia estar mais feliz.” – afirmou.

Depois, skullz revelou como foi receber o convite de zews para participar do time. Em detalhes, o jogador brasileiro nos contou quando e como foi a reunião de apresentação do projeto da cavalaria.

“Não estava esperando. Foi depois da BGS, ele me chamou no Twitter, nunca havia falado com ele antes. Foi algo meio estranho, tive uma reunião com ele, me apresentou o projeto, os jogadores e eu lembro da Luana [namorada] falar que meus olhos estavam brilhando, eu não podia acreditar no que estava acontecendo. Foi sensacional.” – disse.

Sobre a relação entre os jogadores de nacionalidades diferentes, skullz diz que foi muito bem recebido e que os players da Liquid tem um calor humano e receptivo parecido com os dos brasileiros e rasgou elogios a Twistzz.

“O pessoal acha que os jogadores internacionais são meio frios fora de jogo, ou não tem muito carisma como os brasileiros, mas é completamente o oposto, eles são muito caloroso, muito amigos e isso me surpreendeu bastante. Dentro de jogo, o que me surpreendeu foi a forma de adaptar um ao outro. Eu e o Twistzz estamos com uma team play muito legal, está sendo incrível jogar e aprender com ele, ele foi uma das minhas grandes inspirações e jogar ao lado dele está sendo sensacional.” – revelou.

LEIA MAIS:

Falando sobre zews, Skullz exaltou o treinador bicampeão de Major em 2016: “Vai muito além de nacionalidade, porque ele é uma lenda. Além de ser brasileiro e trazer esse conforto para mim, é um cara muito experiente, um treinador muito diferenciado. Está lá para todo momento que precisar, ajuda em tudo que é possível e ele faz um trabalho incrível. Estou muito feliz de trabalhar com ele também.

Sim para Liquid e RMR

Questionado sobre o que mais havia chamado a atenção de skullz no time, o jogador brasileiro revelou que era um dos objetivos dar o passo de jogador em um time internacional, mas não esperava ser tão rapidamente.

‘Os nomes e a oportunidade de jogar com esses jogadores experientes e lendários era um passo que eu queria dar na minha carreira, não nesse momento, que eu não imaginava que ia chegar uma proposta dessa, estava mais pelo futuro. Foi uma oportunidade e um desafio novo que eu quis aproveitar e entrar de cabeça para dar meu máximo.” – contou.

Sobre a campanha do time no RMR, skullz afirmou que a vitória tranquila sobre a BOSS da confiança ao time para buscar a vaga no Major amanhã.

“Estamos crescendo a cada dia do campeonato. Se encontrando como equipe ainda e é sempre bom ter essa crescente. Começamos bambeando no primeiro e segundo jogo, contra a FURIA estava na mão e deixamos escapar. Hoje um 2 a 0 limpo traz essa confiança e chegar mais preparado amanhã.” – analisou.

Por fim, skullz finalizou a entrevista pedindo o apoio da torcida brasileira e afirmando que a Liquid é, sim, Brasil, pelo fato de ele e zews estarem representando o país no time.


Assista a mais vídeos nossos. Neste aqui, entrevistamos arT após a vitória da FURIA sobre a Liquid:

A Game Arena está fazendo a cobertura presencial do RMR Américas 2024. Siga a Game Arena nas redes sociais para saber tudo sobre o campeonato: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

GET Rio feminino: Fluxo Demons vence FURIA e é campeão

2

Counter-Strike 2

GET Rio: “muita dedicação”, cAmyy vê W7M no caminho certo

3

Counter-Strike 2

GET Rio: bizinha cita “propósito” e comenta retorno ao CS

4

Counter-Strike 2

GET Rio: FURIA faz jogo tranquilo contra W7M e está na final

5

Counter-Strike 2

GET Rio: goddess cita confiança e avalia entrada da annaEX