Counter-Strike 2

RMR Americas: “a gente sabia muito do jogo deles”, diz malbs após derrotar ODDIK

Guatemalo já teve passagem por equipe brasileira

RMR Americas: "a gente sabia muito do jogo deles", diz malbs após derrotar ODDIK

Foto: Game Arena

A M80 estreou com vitória no RMR Américas 2024 de Counter-Strike 2 (CS2) nesta sexta-feira (01). Em solo mexicano, a equipe avança para a segunda rodada high da competição e a equipe da Game Arena teve a oportunidade de entrevistar malbsMd após o confronto.

Os brasileiros da ODDIK acabaram sofrendo um 13 a 10 na Ancient, mapa que restou dos picks e bans para o primeiro embate dos elencos no na competição. Não foi um jogo fácil, mas, para malbsMd, o resultado acaba adicionado um bem-estar para a M80.

“Traz [tranquilidade sim]. Esse jogo dava para ser mais tranquilo. A gente entregou alguns rounds aí que não dava para entregar.”

“[…] Acho que dava para ser muito mais tranquilo e a tranquilidade de ganhar o primeiro jogo é sempre bom”

“Mais uma MD1 e uma MD3, a gente está no Major, então… a gente vai se esforçar no máximo para pegar essa vaga e a gente vai conseguir”, conta.

 


Inclusive, o elenco do guatemalo já estava ligado na escolha de mapa: “A gente esperava sim. A gente sabia que ia ser ou Inferno ou Ancient e também o Stamina — que entrou agora com a gente — ajudou bastante a gente com o análise do jogo.”

“A gente sabia muito do jogo deles. A gente sabia como que eles jogam os rounds e etc…. Então, a gente estava bem preparado para esse jogo” revela.

 

Sonhando com o Major

Sem a presença do IGL (In Game Leader), a M80 tem precisado do auxílio do treinador da equipe atuando como capitão, mas, aparentemente, não é um problema para o elenco de acordo com o pro player.

“Agora a gente tem mais chances… a gente conseguiu treinar. A gente não conseguiu mostrar o que a M80 consegue fazer porque a gente só teve uns três dias de treino”

“Mas agora a gente teve um mês — por aí — de treino, estamos meio que voltando no meta; acho que a gente tem mais chances agora”, avalia.

 

Sem medo

Para o jogador profissional, não existe um elenco que queira bater no campeonato. Segundo o pro player, a M80 já mostrou que a região do NA é capaz.

“A gente [já] enfrentou. Eu queria ganhar muito deles [NRG], porque eles estavam falando da Cash Cup, etc, mas a gente ganhou já e demonstrou o que o NA pode fazer”, finaliza.

 

LEIA MAIS

 

 

Jogar no NA vs BR

“Acho que é quase que a mesma coisa porque eu tenho a mesma amizade com os brasileiros que eram da Team One. Com os caras da M80 é a mesma coisa; a gente se gosta […]”

“A gente curte cada momento junto e era a mesma coisa na Team One. Só que nesse último RMR, com a Team One, o time tava quase que destruído.”

“Foi [tudo] muito bem, mas eu gosto muito deles [ex equipe da Team One] e [sou] sempre grato pelas oportunidades que me deram”, explica.

 

Em busca de vaga no Major, Malbs e seus companheiros da M80 voltam aos palcos do RMR Americas 2024 na tarde deste sábado (02), em que enfrentam os brasileiros da Imperial pelas partidas de times vitoriosos do torneio, em disputa válida pela segundada rodada high da competição, a partir das 14h.


Assista também nossos vídeos. Neste aqui, biguzera falou após a vitória da paiN:

A Game Arena está na cobertura presencial do RMR Américas 2024. Siga-nos nas redes sociais para saber tudo sobre o campeonato: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

CS2: kNg monta ‘Dream Team’ brasileiro com e sem ele, veja escalação

2

Counter-Strike 2

CS2: Cloud9 avalia disband da escalação

3

Counter-Strike 2

CCT Finals: cadiaN toma facada proposital de stavn e jabbi; veja vídeo

4

Counter-Strike 2

CS2: donk é o jogador que mais cresce em jogos decisivos; veja lista

5

Counter-Strike 2

CS2: Sharks anuncia chegada de koala