professor falou

Major Copenhagen: FalleN crava favoritismo contra SAW: “Temos qualidade e experiência”

Após vitória sobre a ENCE, FalleN falou sobre confronto, analisou campanha da FURIA até aqui e próximos passos para amanhã

FalleN

Foto: Game Arena.

A FURIA venceu a ENCE por 2 a 0 no segundo jogo decisivo nesse PGL CS2 Major Copenhagen 2024 e deu sobrevida a equipe no campeonato, que chega ao último dia da fase Opening Stage com chances de classificação. Após o triunfo, Gabriel ‘FalleN’ deu entrevista exclusiva à Game Arena.

Na primeira parte da entrevista, o verdadeiro começou falando sobre a vitória contra gla1ve e companhia. Ele pregou o equilíbrio no confronto e se mostrou feliz com desempenho do time, apesar de não ter sido perfeito.

Estou devagarzinho, deixando a adrenalina passar. Feliz pelo resultado, foi um jogo bem difícil, poderia ter ido para o outro lado, muito parelho nos dois mapas. Mas feliz com a vitória do time, preparamos bem e conseguimos jogar hoje no nível que a gente espera. Embora não tenha sido perfeito, foi muito bom e o suficiente.” – disse.

Depois, FalleN revelou o que disse para KSCERATO após o jogador protagonizar um clutch 1×3 primordial para a vitória da FURIA na Ancient, que deu sobrevida ao time no mundial.

Era um momento muito crítico, fim do segundo mapa, um half difícil e ele trouxe um 1×3, que foi primordial para sacramentar o jogo. O KSCERATO é conhecido por momentos de clutch como esse. Jogou muito bem, foi incrível e não tem como deixar a emoção passar. Muito gostoso quando estamos jogando com alguém e ele salva você de uma furada. É um momento de celebrar, são rounds que não acontece toda hora. Normalmente quando ele faz os clutches, eu estou em outro lugar, foi a primeira jogada que vi com ele do meu lado. Foi um momento muito divertido.” – afirmou.

Campanha da FURIA até aqui

Major FURIA FalleN
Foto: divulgação/PGL.

Sem falar com a imprensa nos dois primeiros dias, FalleN aproveitou e analisou a campanha da FURIA até aqui. Ele revelou que, na estreia contra a Legacy, gostaria de jogar contra o time no mapa da Ancient por eles terem uma “abordagem diferente” dos outros times.

Contra a Legacy tivemos um jogo muito parelho. Perdemos a maioria dos pistols e entregamos alguns forçados. No CS2, são só 13 rounds para ganhar, se fizer esse tipo de coisa, você não vai ter tanto tempo para voltar. Eles jogam bem na Ancient, a gente queria esse confronto e eles têm uma abordagem diferente das outras equipes, principalmente na defesa, que é uma postura mais passiva. Eles tiveram mérito, pois trouxeram vários rounds difíceis. coldz ganhou clutches, uma sequência de erros nossos e bons momentos dos lados deles que fizeram a vitória ir para lá.” – analisou.

LEIA MAIS:

Contra a Lynn Vision, FalleN relembra que no MR13 do CS2, perder rounds cruciais do jogo como pistols, ecos e forçados torna difícil para voltar ao jogo, mas ressaltou resiliência da FURIA no torneio.

Já contra a Lynn Vision, um pouco mais do mesmo. Perdemos os pistols, tínhamos vantagem no jogo, mas deixamos escapar, perdendo 2×4, perdendo eco. E aí o jogo tem pouca margem para trabalhar os armados. Foram esses vacilos que acabaram acontecendo e não tem muita explicação. CS é assim, tem horas que a gente toma rounds como esses, outra hora ganhamos. Infelizmente nesses dois confrontos foram para o lado deles, mas agora estamos mostrando que temos resiliência e qualidade para passar.” – avaliou.

Próximos passos e SAW amanhã

FalleN

Para o confronto de amanhã, FalleN revela como é a dinâmica de preparação da FURIA para os jogos no Major. Ele credita bom trabalho da comissão técnica para montar um bom plano de jogo para os confrontos.

O passo a passo é igual os anteriores. Temos guerri e sidde já trabalhando para descobrirem os possíveis mapas, preparando as coisas que a gente vem fazendo constantemente, para termos ideia de como eles imaginam nosso jogo. Vamos olhando algumas coisas que a gente treinou e não utilizamos. A gente também estuda o adversário para ver as tendências deles, o que eles costumam a pensar sobre os mapas. Rola todo esse trabalho por parte deles.” – contou. 

Por fim, FalleN prega respeito a SAW, adversária de amanhã, mas acredita que o time é favorito pela experiência e qualidade que os jogadores da FURIA tem.

É uma equipe difícil, não estão aqui à toa. A SAW está em uma fase de 10 vitórias, perderam as duas últimas, mas estava com retrospecto positivo. A gente tem qualidade e experiência e acredito que somos favoritos para esse jogo. Mas, na hora que entra no server, tem que deixar esse favoritismo de lado, porque o jogo está muito parelho, os jogos são curtos e o negócio pega fogo.” – concluiu FalleN.

FURIA e SAW se enfrentam nesta quarta-feira, às 15 horas, horário de Brasília, valendo a vida e a morte no PGL CS2 Major Copenhagen 2024. Se vencer, a equipe brasileira avança a próxima fase. Se perder, voltará cedo para casa.


Assista aos nossos vídeos também. Neste aqui conversamos com noway, que falou sobre o bom momento da Imperial no Major, relação de aluno e professor com felps e mais. Confira:

Game Arena está cobrindo presencialmente o PGL CS2 Major Copenhagen 2024. Siga as nossas redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece no mundial: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

BetBoom Dacha: MIBR perde mais uma e está eliminado

2

Counter-Strike 2

IEM Dallas: Stewie2k é inscrito pela G2

3

Counter-Strike 2

CS2: cenário repercute possível saída de cadiaN da Liquid

4

Counter-Strike 2

IEM Dallas: primeiros confrontos são definidos

5

Counter-Strike 2

CS: o dia que um gato, chamado Emerson Sheik, atrapalhou uma transmissão de mundial