Jogador relembrou da última pancada que a MOUZ deu na C9

IEM Katowice: “Achei que seria mais fácil”, diz Brollan da Cloud9

Brollan falou com a Game Arena após a estreia vitoriosa da MOUZ sobre a Cloud9. Para ele, o jogo seria parecido com a pancada que a MOUZ aplicou na BLAST.

IEM Katowice: "Achei que seria mais fácil", diz Brollan da Cloud9

A MOUZ estreou a IEM Katowice 2024 de Counter-Strike 2 (CS2) com vitória de virada sobre a Cloud9. Após mapas complicados para ambas as equipes, Brollan falou com a Game Arena e afirmou que achou que o jogo seria menos complicado.

LEIA MAIS:

Em um primeiro, ele afirmou estar “aliviado” com o resultado positivo para a sua equipe.

“Foi um jogo muito bom dos dois times. Falando do meu individual, acho que poderia ter jogado melhor no primeiro mapa. Foi um jogo foi bem difícil e estou bem feliz que conseguimos vencer.”

Quando indagado sobre o fato dele esperar ou não um duelo tão equilibrado, Brollan respondeu:

“Não exatamente. A Cloud9 é um bom time e eles se aqueceram um pouco no Play-in. Mas acho que começamos bem devagar no primeiro mapa e por isso conseguimos voltar no segundo e terceiro. Como disse, são um bom time, com algumas coisas bem chatas, mas achei que seria mais fácil porque destruímos eles na BLAST. Foi um bom jogo”, afirmou.

O próximo confronto que a MOUZ tem marcado na agenda pela IEM Katowice 2024, é diante da GamerLegion. O jogo está marcado para acontecer nesta segunda-feira (5), às 12h30 (horário de Brasília).

A partida é importantíssima para ambos os times, pois vale vaga nos playoffs do campeonato. Inclusive, a MOUZ tem motivação dupla para chegar até a fase de palco.

“Com certeza”, disse brollan sobre o fato de ter um polonês na line ser uma motivação a mais para a equipe.

Além disso, o sueco tem a sua própria motivação: “Eu já até joguei essa fase, mas não tinha torcida. Então foi um pouco triste para mim em 2020. Por isso estou animado para jogar na Arena, especialmente diante da torcida“.

Foto: Game Arena/Danyel Carvalho

Falando em ter um sueco e um polonês no mesmo elenco, a MOUZ atualmente também conta com um finlandês, um húngaro, um israelita e um dinamarquês.

Apesar de afirmar para a Game Arena que não sabe se permanece na equipe após o Major ou o Elisa, o jogador se mostra animado com esse mix de nacionalidades.

“É muito divertido. É um time internacional sem nenhum sueco no time e, até então, eu só tinha jogado com suecos”, lembrou.

“Então é um novo jeito de ver como as pessoas enxergam o jogo e como é o mindset também. Acredito que é bem legal pegar a experiência de pessoas de outros países, além de coisas tanto dentro como fora de jogo”, completou.

Caso a MOUZ perca diante da GamerLegion no próximo compromisso, a equipe ainda terá uma segunda chance pela tabela lower. O mesmo vale para a GL.


Assista a mais vídeos da Game Arena. Neste aqui, isak falou mais sobre a nova GamerLegion e a experiência de jogar ao lado de snax:

Game Arena estará cobrindo presencialmente a IEM Katowice 2024. Acompanhe o torneio através das nossas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

RMR Américas: PGL não vai aderir atualização no torneio

2

Counter-Strike 2

RMR Américas 2024: guia do classificatório regional ao Major

3

Counter-Strike 2

CS2: facas mais baratas para você comprar no jogo

4

Counter-Strike 2

CS2: FalleN tem canal no YouTube hackeado

5

Counter-Strike 2

CS2: Astralis anuncia BR0 e dev1ce como IGL