no coração

Major Copenhagen: biguzera revela que rounds abalaram a paiN, mas crava: “Somos brasileiros”

Após vencer série suada contra a TheMongolz, biguzera analisou o jogo e comemorou fim do jejum brasileiro contra equipe

biguzera

Foto: Game Arena.

A paiN conquistou uma vitória emocionante e histórica contra a TheMongolz, lavando a alma do torcedor brasileiro após sete eliminações para os asiáticos. Após a vitória por 2 a 1, o capitão da equipe, Rodrigo ‘biguzera’ Bittencourt, falou com a Game Arena.

biguzera começou a entrevista falando como estava o coração, minutos após a suada vitória depois de duas prorrogações: “Para ser bem sincero, tá explodindo. Não consigo pensar em muita coisa. Estou só sobrevivendo. Morrendo de fome. Foi tenso mesmo.

Sobre a série melhor de três mapas contra o time da Mongólia, biguzera afirma que novamente o time entrou desligado no confronto, assim como ontem.

Mais uma vez, mais um dia, entramos muito desligados. Temos demorado para pegar no tranco. Isso é algo que temos conversado bastante, entrar mais focado, gritando desde o primeiro momento. E mais um dia aconteceu esse erro, entramos dormindo. E, quando vimos, o placar já tava muito elástico. Tentamos ainda esboçar uma reação, só fica muito difícil voltar no game. Hoje tem menos rounds, então é facil de ser punido.” – disse.

Perguntado sobre o porquê o time entra desligado dessa forma, biguzera credita a falta de experiência dos jogadores, já que a paiN tem um dos cores mais jovens do mundial.

É mais por inexperiência, temos que ficar cobrando os meninos para acordar, gritar. E isso é muito novo para nós, até para mim. Não podemos bobear, não é igual um jogo no Brasil. Aqui, se a gente bobear, a gente vai tomar. E é jogar sempre ligado.” – analisou.

LEIA MAIS

biguzera

Round decisivos perdidos

Falando sobre os rounds inacreditáveis perdidos de forma consecutiva pela equipe no tempo normal do terceiro mapa, biguzera revela que ambos abalaram muito o time. Mas que a paiN é brasileira e, na raça, conseguiram a vitória.

No 12×10, rolou uma abalada de leve. Quando veio o 12×11, veio para levar nosso mental já para baixo. Só que sempre pensamos positivo. A gente é brasileiro, temos muita raça, muita vontade. Podíamos estar pecando, mas a gente queria muito ganhar, derrotar eles e quebrar essa magia também. E a gente provou que hoje foi ao contrário.” – revelou.

biguzera disse que, no fim do terceiro mapa, ambos os times estavam desgastados e a vontade prevaleceu para a paiN no confronto.

Foi vontade. No último mapa, já estavam os dois times jogando um CS desequilibrado mentalmente. Ganhou quem queria mais. Hoje a gente quis mais e querendo ou não, cometeu menos erro que eles.” – contou.

Sobre o último round, onde ele resolveu a parada para a paiN, biguzera deu detalhes de como conseguiu as kills que deram sobrevida a sua equipe no Major de Copenhagen.

Nem sei o que passou na minha cabeça. Foi muita loucura na minha tela, passou um cara, o outro tentou passar, não passou. Eu matando um, matando o outro. Acabou a bala, tive que trocar de arma, peguei uma AK. Graças a Deus, tinha uma no chão. Não sei como consegui ver ela ali, foi muita doideira, mas deu tudo certo no final.” – afirmou.

Finalizando a entrevista, biguzera falou sobre o sonho de chegar a disputar os playoffs na Royal Arena, local icônico do CS mundial

É inimaginável para nós. É um sonho de criança. Cada vez temos que estar focados nos nossos objetivos e estamos cada vez mais próximo. Agora é dar um passo de cada vez, a gente tentar fazer o 2-2. E aí, sim, começar a tentar olhar para aquela arena de uma forma mais carinhosa.” – concluiu.


Assista aos nossos vídeos também. Neste aqui conversamos com kauez e rikz após a classificação da equipe ao Elimination Stage:

Game Arena está cobrindo presencialmente o PGL CS2 Major Copenhagen 2024. Siga as nossas redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece no mundial: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

CS2: kNg monta ‘Dream Team’ brasileiro com e sem ele, veja escalação

2

Counter-Strike 2

CS2: Cloud9 avalia disband da escalação

3

Counter-Strike 2

CCT Finals: cadiaN toma facada proposital de stavn e jabbi; veja vídeo

4

Counter-Strike 2

CS2: donk é o jogador que mais cresce em jogos decisivos; veja lista

5

Counter-Strike 2

CS2: Sharks anuncia chegada de koala