bomba

Major Copenhagen: 9Pandas pode ficar fora do torneio, revela insider

Segundo o insider Harumi, a 9Pandas pode não disputar o PGL CS2 Major Copenhagen por problemas de visto

9pandas

Foto: divulgação/PGL.

Bomba há 2 dias do começo do PGL CS2 Major Copenhagen 2024: a equipe russa da 9Pandas pode não jogar o mundial. É, pelo menos, o que revela o insider Harumi, especialista nos furos do cenário do CIS.

Segundo a publicação de Harumi, realizada no X na tarde desta sexta-feira (15), a 9Pandas está sofrendo com problema de visto. Ele não especificou quais jogadores, nem como isso está sendo resolvido.

Fato é que o problema com a equipe russa acontece há dois dias de sua estreia no mundial, prevista para acontecer no próximo domingo (17), às 11 horas, horário de Brasília, contra a equipe da AMKAL. Segundo a HLTV, apenas dois dos 9 membros da 9Pandas chegaram a Copenhague, faltando menos de 48 horas para a sua estreia no torneio.

LEIA MAIS

Para o seu lugar, a possibilidade de entrada é da equipe da GamerLegion, que foi eliminada pela própria 9Pandas no RMR Europa, ficando em segundo lugar na região. O streamer Apoka revelou que o veterano seized falou sobre o assunto no vlog após a classificação ao Major: “agora precisamos ver os vistos dos garotos.

O próprio seized, inclusive, reagiu aos rumores em seu perfil no X. Na publicação, o ex-jogador da NAVI desabafa: “de jeito nenhum, eu não posso acreditar.” A PGL ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.


A Game Arena estará presente no primeiro Major de CS2! Confira o anúncio:

Siga a Game Arena nas redes sociais: TwitterYoutubeInstagramTik TokFacebook Kwai.

COMPARTILHE

Bombando em Counter-Strike 2

1

Counter-Strike 2

CS2: Major do Rio se tornou inspiração para China

2

Counter-Strike 2

Staff detalha “ameaças” e “humilhações” durante o GET Rio

3

Counter-Strike 2

EPL S19: guia sobre a maior liga de CS do mundo

4

Counter-Strike 2

CS2: khizha avalia MIBR e vê “evolução rápida” no time

5

Counter-Strike 2

CS2: yungher vê top 1 consolidado: “sempre jogão”